Uso esporádico de blends de bactérias: Uma necessidade? Uma boa prática? Ou mais um mito?

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.004
8.771
113
#21
não há o que desculpar, toda argumentação em torno do assunto é válida. winking-face

não concordo que a TPA tirar bactérias benéficas que pertencem ao ciclo do hidrogênio
vc não concorda que realizar TPAs retira também bactérias benéficas que pertencem ao ciclo do nitrogênio?

já é consenso que TPA não remove bactérias
consenso entre quem?

pois elas se fixam em forma de filme nos substratos, rochas vivas e mídias
e você acha que as bactéria se fixam nestes locais e não circulam livremente pela água, é isso?

se isso fosse verídico Filtros UV é ozônio aniquilariam aquários , pois esterilizam a água que passa por eles.
Concordo com você, quando se usa um filtro UV esterilizador em um aquário você pode acabar com ele, uma vez que o filtro UV esterilizador ou não, não sabe como escolher qual bactéria irá exterminar. Um filtro UV esterilizador, com 180,000 µWs/cm², poderia facilmente matar uma gama de protozuários existentes na água. Talvez um filtro UV esterilizador com 300,000 µWs/cm², poderia até dar conta de íctio, mas isto fica para outro tópico.

Agora, se você usa um "filtro UV para clarear a água, este com certeza fará isto, clarear a água.

Me parece que uma melhor aplicação de um filtro UV (esterilizar ou não), seja num aquário hospital ou num aquário quarentena.

O ozonizador é um pouco mais "sério" , visto que ele pode trazer riscos não só pro aquário (peixes e corais), mas como também para quem está no ambiente em que o aquário foi colocado. Sentir aquele gosto metálico na boca já é sinal de problema. Não ligar o saída do ozonizador na entrada do skimmer é maior problema ainda.

Ele também, se usado para clarear a água com certeza fará seu papel, porém, fico me perguntando como um filtro UV ou um ozonizador faz para escolher qual bactéria irá matar thinking-face

em uma TPA o máximo necessário seria dosar carbono. Incluo ai na inserção de novos peixes.
Entendo que você pense assim, e que talvez realize esta prática.

---

Algo para você pensar:
- Quando um aquarista (indiferente do método de exportação usado) pede conselho sobre como executar uma TPA larga, é consenso entre quase todos os aquaristas, que esta TPA larga deve ser quebrada em algumas etapas, para "não bagunçar o filtro biológico".

Por quê você acha que esta recomendação é feita?

- Vira e mexe, em problema com cianobactérias, é consenso que após a remoção manual e sifonagem, é necessário realizar algumas TPA para "reestabelecer o equilíbrio de bactérias e o filtro biológico".

Por quê você acha que esta recomendação é feita?


PS: desculpe se me alonguei novamente, este assunto é muito interessante e pode facilmente levar o iniciante ou o experiente ao erro.

Abs!
 

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.339
113
www.webertini.com.br
#23
não há o que desculpar, toda argumentação em torno do assunto é válida. winking-face


vc não concorda que realizar TPAs retira também bactérias benéficas que pertencem ao ciclo do nitrogênio?


consenso entre quem?


e você acha que as bactéria se fixam nestes locais e não circulam livremente pela água, é isso?


Concordo com você, quando se usa um filtro UV esterilizador em um aquário você pode acabar com ele, uma vez que o filtro UV esterilizador ou não, não sabe como escolher qual bactéria irá exterminar. Um filtro UV esterilizador, com 180,000 µWs/cm², poderia facilmente matar uma gama de protozuários existentes na água. Talvez um filtro UV esterilizador com 300,000 µWs/cm², poderia até dar conta de íctio, mas isto fica para outro tópico.

Agora, se você usa um "filtro UV para clarear a água, este com certeza fará isto, clarear a água.

Me parece que uma melhor aplicação de um filtro UV (esterilizar ou não), seja num aquário hospital ou num aquário quarentena.

O ozonizador é um pouco mais "sério" , visto que ele pode trazer riscos não só pro aquário (peixes e corais), mas como também para quem está no ambiente em que o aquário foi colocado. Sentir aquele gosto metálico na boca já é sinal de problema. Não ligar o saída do ozonizador na entrada do skimmer é maior problema ainda.

Ele também, se usado para clarear a água com certeza fará seu papel, porém, fico me perguntando como um filtro UV ou um ozonizador faz para escolher qual bactéria irá matar thinking-face


Entendo que você pense assim, e que talvez realize esta prática.

---

Algo para você pensar:
- Quando um aquarista (indiferente do método de exportação usado) pede conselho sobre como executar uma TPA larga, é consenso entre quase todos os aquaristas, que esta TPA larga deve ser quebrada em algumas etapas, para "não bagunçar o filtro biológico".

Por quê você acha que esta recomendação é feita?

- Vira e mexe, em problema com cianobactérias, é consenso que após a remoção manual e sifonagem, é necessário realizar algumas TPA para "reestabelecer o equilíbrio de bactérias e o filtro biológico".

Por quê você acha que esta recomendação é feita?


PS: desculpe se me alonguei novamente, este assunto é muito interessante e pode facilmente levar o iniciante ou o experiente ao erro.

Abs!
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom