O verão vem aí, prepare-se!

Walmyr Buzatto

Well-Known Member
10 August 2014
1.900
2.035
113
67
Campinas
#1
Pessoal, o calor já chegou, e com ele os terrores dos aquaristas marinhos. A partir de agora, e até março ou abril de 2017, quem tem aquário marinho em casa tem mais coisa com que se preocupar além da alimentação, limpeza de vidros e reposição de água doce.

Tempestades trazem consigo os apagões e os surtos na rede elétrica, e o calor dificulta manter o aquário na temperatura ideal para os habitantes dos recifes de corais. Portanto, algumas precauções são necessárias.

Em primeiro lugar, quem tem no-break alimentando as bombas de circulação (algo muito recomendável!) deve testar as baterias, para não ser pego de surpresa. Experimente desconectar o no-break da parede e meça quanto tempo ele segura as bombas de circulação (não de recalque, que não deve estar pendurado no no-break). Quem não tem no-break deve considerar comprar um, e nem precisa ser senoidal. A maioria das bombas de circulação modernas tem motores DC de velocidade controlada, alimentados por uma fonte, que aceita o sinal meio quadrado de um no-break normal.

Uma pergunta que sempre surge, quando se fala em no-break, é a potência dele: que tamanho de no-break preciso usar para manter minhas bombas de circulação funcionando durante uma queda de energia? Bem, esta pergunta é até fácil de responder, porém a pergunta que se deve fazer é quanto tempo ele vai segurar minhas bombas?

Explicando melhor: no-breaks são especificados em termos de VA (Volt-Ampére), ou KVA (1.000 VA). Existe uma diferença entre Watt e VA, que é o fator de potência. Este só é igual a 1 se a carga for resistiva, por exemplo, uma lâmpada incandescente, ou um aquecedor de aquário. Motores são cargas indutivas, e neste caso o fator de potência é sempre menor que 1; tipicamente 0,65, significando que um no-break de 600VA pode alimentar um motor de 390W (600VA x 0,65 = 390W).

Um no-break típico, usado em computadores, está ao redor desta faixa de 600VA; podemos assim pensar que ele conseguiria alimentar até 10 bombas Vortech MP40 (de 38W). OK, mas por quanto tempo? Além disso, ninguém tem 10 bombas de circulação no aquário; quando muito duas ou três delas.

Para calcular quanto tempo o no-break vai segurar as bombas numa queda de energia, temos que consultar a documentação fornecida pelo fabricante, pois esta especificação nunca está na etiqueta dele. Vejam, por exemplo, a informação para um no-break muito comum, de 600VA, da marca APC (Schneider Electric):



Se tivermos, por exemplo, uma única bomba MP40 no aquário, e ela estiver rodando em sua potência máxima, 38W, podemos ver no gráfico que este no-break conseguirá segurar a bomba por uma hora, aproximadamente, partindo de carga total na bateria. Este modelo, o BZ600-BR, tem uma única bateria interna de 12V, com capacidade de 7Ah (Ampére-hora). Alguns modelos permitem se ligar mais baterias em paralelo para aumentar a capacidade, na mesma potência (não é o caso deste em particular). As baterias (de moto) utilizadas nestes no-breaks são quase sempre em torno desta capacidade, entre 7 e 9 Ah:


Uma boa providência, se você estiver familiarizado com eletricidade e souber fazer a substituição, é manter uma bateria nova, carregada, guardada em casa, para alguma emergência, pois o mais comum é só notarmos que a bateria do no-break não mais segura a carga quando acaba a energia, e aí é meio tarde para correr na cidade comprar uma nova. Como diz aquele antigo provérbio chinês, você deve cavar o poço antes de sentir sede.

A questão do calor com o fim do ano chegando não deixa de ser uma preocupação quando cai a energia, mas neste caso em geral também as fontes de calor são desligadas, então não costuma ser fatal deixar o aquário algum tempo sem um chiller ou ventoinhas soprando a superfície. Um chiller nunca poderia ficar ligado em um no-break (ao menos não de um tamanho que passasse despercebido na sala e no bolso do proprietário), mas talvez uma ventoinha ligada em um no-break soprando a superfície do display possa ser considerada, com as observações feitas acima sobre autonomia.

Claro está que, se a queda de energia for daquele tipo catastrófico, com queda de torres de transmissão, e se sua casa ou apartamento ficar alguns dias sem energia elétrica, não só seu freezer vai perder todo o conteúdo. E, pela lei de Murphy, a queda de energia acontecerá quando você estiver fora de casa, talvez na praia.

Resumo da ópera: calor chegando, providencie um no-break para as bombas de circulação do display, e talvez para uma ventoinha, se você mora em lugar muito quente. O resto (iluminação, recalque, skimmer, filtros diversos) pode aguardar o retorno da eletricidade, mas a circulação não costuma perdoar. O oxigênio dissolvido é consumido rapidamente, e se a água não circular, seus animais começam a sofrer rapidamente.
 
Likes: 17 people

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.268
9.110
113
São Paulo
#2
Resumo da ópera: calor chegando, providencie um no-break para as bombas de circulação do display, e talvez para uma ventoinha, se você mora em lugar muito quente. O resto (iluminação, recalque, skimmer, filtros diversos) pode aguardar o retorno da eletricidade, mas a circulação não costuma perdoar. O oxigênio dissolvido é consumido rapidamente, e se a água não circular, seus animais começam a sofrer rapidamente.
 
Likes: 4 people

Luiz Motter Neto

Well-Known Member
22 February 2016
920
760
93
41
Caxias do Sul - RS
#6
Já indiquei em grupos de WhatsApp que participo, a compra de um mini gerador, na época que indiquei e olhei, estava em torno de R$ 450,00 um gerador simples a gasolina em um grande magazine, certamente daria conta de um aquário grande..

Mesmo ele sendo de partida manual é importante ele em casos de acidentes maiores nas linhas de energia. e é muito barato em comparação ao valor que temos dentro de nossos aquários.

Provavelmente algum com partida automática seja muito caro, mas podemos usar dispositivos de alerta que nos avisem quando ocorrer esta falta de energia, para que possamos agir e ligar ele...
 
Likes: 2 people

Walmyr Buzatto

Well-Known Member
10 August 2014
1.900
2.035
113
67
Campinas
#7
@Luiz Motter Neto, uma solução com gerador é boa, pois você fica livre, enquanto tiver combustível para tocar o gerador. O problema é só quando se mora em apartamento, e deixar um gerador ligado na sala é complicado. Quem tem um terraço ainda pode achar alguma solução, ou área de serviço, mas é bem mais complicado que um no-break.
 
23 Novembro 2014
401
290
63
42
Maringá-pr
#9
Aqui na minha cidade, no verão, o Aquarista e a população sofre com o calor e as constantes quedas de energia. Acho que é por conta da localização geográfica, como se vê na fofo!!!
Aqui eu tenho No-break ligado a uma bateria! Mas às vezes ficamos horas sem energia!!!
Abraços


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
10 August 2014
3.884
3.549
113
Caxias do Sul - RS
#13
Qual o período mínimo de autonomia de um no-break, considerando apenas circulação?

Ou seja, quanto tempo essas bombas, no mínimo, precisam funcionar?

PS: pensando em um aquário medianamente estocado. Ou seja, "em geral".
 
16 Outubro 2014
251
138
0
Ribeirão Preto - SP
#14
Graças a Deus durmo tranquilo agora.. comprei um Nobreak de 700va e adicionei a ele uma bateria de 70Ah que deve segurar minhas bombas de circulação por umas 15 horas rs penso ainda em comprar um gerador desse só pro meu chiller.. aqui em Ribeirão Preto - SP o calor não tá dando trégua.. meu chiller de 1/2hp liga de hora em hora pra manter em 26.5..

Excelente post @Walmyr Buzatto..

Enviado de meu SM-N9005 usando Tapatalk
 

Walmyr Buzatto

Well-Known Member
10 August 2014
1.900
2.035
113
67
Campinas
#15
Qual o período mínimo de autonomia de um no-break, considerando apenas circulação?

Ou seja, quanto tempo essas bombas, no mínimo, precisam funcionar?

PS: pensando em um aquário medianamente estocado. Ou seja, "em geral".
Ledo, suas perguntas são genéricas, e portanto só podem ter respostas genéricas. No meu post original eu dei um exemplo de uma MP40 ligada na sua potência maxima em um no-break de 600VA, e mostrei na curva de autonomia do fabricante que ele duraria 1 hora. Em contraponto, um colega citou 4 horas comprovadas de autonomia de uma bomba chinesa; cada caso é um caso é é necessário levar em conta informações concretas para se estimar a autonomia de um determinado sistema.

Posso não ter entendido suas perguntas; se for o caso, explique melhor, por favor.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro
 
Likes: 2 people
10 August 2014
3.884
3.549
113
Caxias do Sul - RS
#16
Explico melhor (a pergunta foi muito - muito mesmo - mal feita, estou assistindo meio apavorado o debate americano).

Penso cá com os meus botões que um aquário medianamente estocado (e excluindo o fator temperatura) consiga sobreviver sem nenhum dano à umas X horas de equipamentos completamente parados.

Nesse caso, sendo Y o tempo de duração das baterias, o aquário sobreviveria Y + X horas.
Ou seja, o problema parece realmente estar nas longas quedas de energia elétrica, e não nas curtas.

As perguntas.

1) qual o valor de X
2) sabedores do valor de X, não podemos adicionar um temporizador ao sistema de baterias que, ao terminar a energia, atrasasse o maximo possível a sua ligação, com o intuito de aumentar o tempo de sobrevivência do aquário?
 
Likes: 2 people

Walmyr Buzatto

Well-Known Member
10 August 2014
1.900
2.035
113
67
Campinas
#17
Ledo, eu não sei responder à sua primeira pergunta assim de bate-pronto, mas com relação à segunda, me parece que a ordem dos tratores não altera o viaduto: se você deixa primeiro correr o tempo X e só após isto liga o no-break, ou se deixa este entrar de cara com seu Y, pois só quando ele se esgotar é que começa a contar o X, qual a diferença no resultado final? Eu prefiro economizar em reles (que podem falhar).


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom