Metronidazol

Jose Mayo

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
10 August 2014
2.403
2.955
113
Rio de Janeiro
www.reefclub.com.br
#42
Cara, acho que você acertou, pelo muco que está aderido à pele do YT, parece que é Brooklynella sim!

O Yellow também parece que está com alguma complicação bacteriana, pela "mancha" rosa que apresenta na lateral direita...

A Brooklynella e o Uronema marinum, que também se parecem muito, só respondem ao metronidazol em doses não seguras para os corais zooxantelados (acima de 40 mg/litro) e também não respondem bem ao cobre. O banho de água doce é muito eficiente para reduzir a carga parasitária no animal, já que a Brooklynella é um parasita "externo" que se fixa à pele do peixe, então, seria interessante que você o utilize. Além do metronidazol, também são eficazes a acriflavina e o formaldeído, mas esses eu nunca usei e não tenho experiência dos seus efeitos.

Neste link há uma boa descrição da Brooklynella e do seu tratamento: Brooklynella hostilis and Uronema marinum

Abs
 

Jose Mayo

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
10 August 2014
2.403
2.955
113
Rio de Janeiro
www.reefclub.com.br
#45
Como você leu, no link, a Brooklynella é sensível ao metronidazol; aumenta a dose para a concentração indicada lá (34 mg/litro), faz o banho de água doce nos animais afetados, e devolve pro reef. Isso é melhor que ficar esperando; Brooklynella mata.

Nunca usei a acriflavina, e não conheço os seus efeitos. Mas tem quem fala muito bem desse medicamento.

Abs
 
16 Outubro 2014
1.212
1.204
0
São Paulo
#46
pô, eu não consegui enxergar muco aí não...

eu já tive um peixe com 'provável' brooklynella e ele ficou assim (a foto é dele mesmo):





ele ficava nadando bastante tempo em frente à bomba de circulação e o muco ia saindo igual uma casca mesmo (mais ou menos como quando estamos descascando por queimadura do sol).


na época criei um tópico no ipaq e tive ajuda do Júnio, q foi fundamental pra salvar a maioria dos peixes, fora o tanto de coisa q aprendi com todo o processo.

o tópico é esse aqui:

http://www.ipaq.org.br/vb/showthread.php?102433-quot-Hospital-comunit%E1rio-quot-no-sump-boa-ideia

agora, numa boa, segura a ansiedade aí pq essa de pegar o peixe e colocar direto na água com salinidade 1009 foi sinistra.
provavelmente vc tb não quarentena seus animais, né?
peixes nacionais tem um grande histórico de trazerem parasitas, então seria legal se informar bem antes de adicionar animais ao reef.


boa sorte aí!

um abraço,
 
3 December 2014
238
84
28
João Pesssoa - PB
#50
Olá, pessoal. Depois das perdas resolvi retirar três peixes visivelmente afetados pela doença e tratar em hospital dessa vez com cobre que foram o ocellaris comum, o yelow tang e o tomato, esses dois últimos estavam doentes a mais tempo e o primeiro retirei assim que detectei a doença. O resultado foi que em três dias o yelow tang e o tomato estavam limpos e devolvi pro reef e até agora sem problemas, já o ocellaris comum morreu em 24h, não me perguntem o porquê. Não tratei e não adoeceram o gobby e o ocellaris black que formava casal com o comum.
 
3 December 2014
238
84
28
João Pesssoa - PB
#51
Olá, pessoal. Depois das perdas resolvi retirar três peixes visivelmente afetados pela doença e tratar em hospital dessa vez com cobre que foram o ocellaris comum, o yelow tang e o tomato, esses dois últimos estavam doentes a mais tempo e o primeiro retirei assim que detectei a doença. O resultado foi que em três dias o yelow tang e o tomato estavam limpos e devolvi pro reef e até agora sem problemas, já o ocellaris comum morreu em 24h, não me perguntem o porquê. Não tratei e não adoeceram o gobby e o ocellaris black que formava casal com o comum.
 
3 December 2014
238
84
28
João Pesssoa - PB
#52
Olá, pessoal. Depois das perdas resolvi retirar três peixes visivelmente afetados pela doença e tratar em hospital dessa vez com cobre que foram o ocellaris comum, o yelow tang e o tomato, esses dois últimos estavam doentes a mais tempo e o primeiro retirei assim que detectei a doença. O resultado foi que em três dias o yelow tang e o tomato estavam limpos e devolvi pro reef e até agora sem problemas, já o ocellaris comum morreu em 24h, não me perguntem o porquê. Não tratei e não adoeceram o gobby e o ocellaris black que formava casal com o comum.
 

_N7_

Well-Known Member
11 March 2015
274
303
63
#53
Em relação ao íctio só existem 3 tratamentos já confirmados e suficientemente testados com sucesso e o uso do metronidazol não é um deles.

Mas se me permitem voltar à pergunta original do tópico.

O metronidazol é uma boa para parasitos intestinais.
Eu faço um sanduíche de Nori colado com ágar-ágar e recheado com o medicamento.
A dose recomendada varia de 25mg/kg a 100mg/kg.
O difícil é estimar o peso do peixe e saber o quanto ele irá ingerir mas ainda acho melhor do que adicionar na água do display. O mesmo pode ser feito com levamisol e praziquantel (outra dosagem).

Segue o video da lambança.


Abs
 

_N7_

Well-Known Member
11 March 2015
274
303
63
#55
Pois é, balofinhos. Até por isso resolvi fazer a desvermifugação completa.
Acho que estou alimentando demais mas como os parâmetros estão ok não resisto a esses pidões.
 
24 Novembro 2014
102
100
43
Campinas - SP
#56
Márcio vou relatar o que estou passando

Meus peixes (yellow, flame angel, hepatus e ocellares) apareceram cheios de pintas após eu dar artêmia para comerem... devia ter alguma doença na água das artêmias e mesmo peneirando as mesmas sempre ficava um pouco de água na peneira que deve ter contaminado o reef. Os peixes já estavam comigo a quase 1 ano e nunca tiveram nenhuma doença... estavam bem gordos e comiam igual loucos... bem, após constatar as pintas brancas e perceber que meu flame não veio comer, imediatamente comecei a abaixar a salinidade para 1009... após alguns dias perdi meu flame (estava em viagem e só recebi a foto que minha mulher me enviou). Os demais peixes ainda estavam comendo mas a aparência deles estava piorando. Quando voltei no final de semana, tomei um susto... o hepatus e o yellow estavam soltando muito muco... a pele do hepatus parecia que estava descascando... ele estava todo ferrado... nesta altura tinha certeza que iria perdê-lo e já não sabia mais se era ictio, odiniun ou brooklynella. Imediatamente comecei um tratamento a base de flagyl + antibiótico. Coloquei 1 comprimido de 250mg de flagyl para cada 30litros de água do aquário e deixava a ração de molho no antibiótico (Tobrex - Tobramicina 3mg/ml) e depois dava aos peixes comerem. O tratamento fiz da seguinte forma:
1 dia - Diluí 7 comprimidos de Flagyl em um copo com a água do aquário e apliquei direto no display (não tenho corais neste aquário) + alimentação com Tobrex várias vezes ao dia. (desliguei o skimmer e tirei o purigem)
2 dia - TPA de 20% + alimentação com Tobrex várias vezes ao dia. (religuei o skimmer)
3 dia - Nova aplicação de Flagyl + alimentação com Tobrex várias vezes ao dia. (desliguei o skimmer)
4 dia - TPA de 20% + alimentação com Tobrex várias vezes ao dia. (religuei o skimmer e permaneceu ligado)
5 dia - alimentação com Tobrex várias vezes ao dia.
6 dia - alimentação com Tobrex várias vezes ao dia.
7 dia - TPA de 20% + alimentação normal (sem antibiótico)
Após este tratamento meus peixes estão ótimos... sem nenhuma marca no corpo e aparentemente muito saudáveis... comendo feito loucos novamente.

Com certeza iria perdê-los se não tivesse feito nenhum tratamento

Obs.: Todo este tratamento foi executado no aquário principal para matar a doença do ambiente tbm e não somente dos peixes. Durante todo o tratamento a salinidade estava em 1009 e permanece assim (já está a 3 semanas a 1009 e deixarei 1 mês total)
 
Likes: 2 people

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom