De onde veio o meu peixe?

Vitor Xavier

Well-Known Member
3 Novembro 2014
163
251
63
#1
Trago para a discussão uma questão importantíssima: como saber se o seu peixe veio de uma coleta não sustentável?
É difícil descobrir as origens do peixe, quanto ganhou o coletador por peixe (muitos são explorados pelos atravessadores), se o peixe foi coletado com cianureto etc.
Quem arca com os prejuízos à vida do peixes e dos recifes, que também são afetados pelo uso de cianureto? E os corais coletados de maneira predatória?
Sabemos que o trajeto coleta/seu aquário é longo e custa a vida de muitos animais. A regulamentação da coleta no Havaí, além de expor os imapctos do nosso hobby, influencia o mundo inteiro, podendo ajudar mudar a realidade mostrada no vídeo abaixo. Muitas vezes sem opções, os coletadores se veem obrigados a fazer coletas não sustentáveis.


Alguns outros absurdos estão destruindo a vida nos oceanos, como a pesca com dinamite. O tema é amplo.

Convido-os para indagar comerciantes, importadores e outros para tentar chegar a alguma resposta: qual a procedência do meu peixe?
 
Likes: 2 people

Leo Carvalho

Well-Known Member
Eu apoio o ReefClub!
18 Outubro 2014
5.397
7.308
113
Nova Friburgo RJ
www.sierrareef.com
#2
já havia assistido a esse vídeo, são cenas degradantes
Esse tema é algo que sempre abordei, mas acho que a maioria dos aquaristas não se sentem confortáveis em discutir o assunto. o capricho e a vaidade vem sempre na frente do racional...

A algum tempo vem chegando em nosso pais peixes criados em cativeiro e na expectativa de motivar esse comercio comprei um pequeno hepatus tank raised.

Acho sempre bom esses temas virem a tona
 
Likes: 2 people
16 Outubro 2014
1.212
1.204
0
São Paulo
#3
indagar comerciantes e importadores é utopia, né? kkkkk :D

provável origem de vários peixes q temos em nossos aquários é essa aí mesmo.

a criação de peixes em cativeiro ainda 'engatinha' e, muitas vezes, vai acabar elevando bastante o valor final do animal.
aqui (ou no ipaq) eu lembro de ter lido mais de uma vez sobre tentativas de criação em cativeiro q não foram pra frente pq não dá pra concorrer com o maluquinho sem camisa lá do hawaii q pega os peixes e repassa por 3 dólares (mesmo as importadoras inflacionando bastante o valor).
e é algo q faz total sentido.

o mais lamentável disso tudo, na minha opinião, é saber q dificilmente exista uma fiscalização adequada principalmente no q diz respeito à coleta e preservação das espécies.
 


Likes: 2 people
10 August 2014
2.907
2.646
0
São Caetano do Sul - São Paulo
#4
Acredito que o máximo que o lojista saiba é que a importação chegou da Flórida ou da Califórnia, sendo um pouco mais curioso pode saber que o peixe é originário das Filipinas, Indonésia ou outro lugar qualquer, mais que isso eu duvido. O importador pode ter mais alguma informação baseado no que ouve do exportador, mas comprovar, como?
Anos atras eu li que a Indonésia estaria preocupada com sua imagem como exportadora de peixes de baixa qualidade e que morriam facilmente (capturados com cianureto) e que vendo que seu mercado estava sendo reduzido passaram a treinar e exigir que os coletadores passassem a usar a coleta com as mãos, redes.
Mas saber que isso realmente ocorre, é muito difícil.
 
Likes: 2 people

Leo Carvalho

Well-Known Member
Eu apoio o ReefClub!
18 Outubro 2014
5.397
7.308
113
Nova Friburgo RJ
www.sierrareef.com
#5
Sei que alguns importadores tem em suas tabelas na frete do nome do peixe escrito uma observação como por exemplo tank raised e que normalmente essa informação se perde quando o lojista compra e não repassa a informação, porem se houver o aumento da procura por peixes assim acredito que possa haver ainda uma falsificação da informação para tornar o peixe mais atrativo ...
 
Likes: 3 people
10 August 2014
3.884
3.546
113
Caxias do Sul - RS
#6
O problema de países como a Indonésia não é a falta de fiscalização, e sim a necessidade de ampla fiscalização.
Programas de educação ambiental, como acontece com os Banggais, vão por essa linha.
O país e as pessoas que vivem lá são em sua maioria muito pobres, então eles necessitam ser muito fiscalizados e não tem grana para fiscalizar.

Não vejo outra alternativa tão eficaz a curto prazo a não ser proibir a coleta assim que se souber de notícias de reprodução em cativeiro (caso exemplo - mandarim), ou quotizar as importações, o que seria bem complicado para o hobby.

O problema da maioria dos peixes coletados é que eles são baratos demais.
Se fossem mais caros, haveria pressão por mais iniciativas de reprodução em cativeiro.
O mundo é governado pelo mercado.
 
Likes: 3 people

Leo Carvalho

Well-Known Member
Eu apoio o ReefClub!
18 Outubro 2014
5.397
7.308
113
Nova Friburgo RJ
www.sierrareef.com
#7
os peixes coletados são mais barato para nós em parte, pois se pensarmos nas taxas de óbitos por intoxicação talvez não sejam tão baratos. quando comprei meu blue tang ele foi 30% mais caro, porem um peixe que NUNCA teve um ponto de ictio. acredito que tenha saído mais em conta. outra coisa são os palhaços que hoje em dia um criado em cativeiro é bem mais barato do que o capturado, já que são criados por aqui mesmo e não tem tantas perdas, fretes e atravessadores. se um dia os demais peixes pudessem ser criados por aqui alem de uma industria interessante também teríamos preços atrativos
 
Likes: 4 people

Wander Silva

Well-Known Member
16 Outubro 2014
1.577
3.362
113
Recreio dos Bandeirantes
#9
O problema de países como a Indonésia não é a falta de fiscalização, e sim a necessidade de ampla fiscalização.
Programas de educação ambiental, como acontece com os Banggais, vão por essa linha.
O país e as pessoas que vivem lá são em sua maioria muito pobres, então eles necessitam ser muito fiscalizados e não tem grana para fiscalizar.

Não vejo outra alternativa tão eficaz a curto prazo a não ser proibir a coleta assim que se souber de notícias de reprodução em cativeiro (caso exemplo - mandarim), ou quotizar as importações, o que seria bem complicado para o hobby.

O problema da maioria dos peixes coletados é que eles são baratos demais.
Se fossem mais caros, haveria pressão por mais iniciativas de reprodução em cativeiro.
O mundo é governado pelo mercado.
Oi Ledo. O mundo é governado principalmente pelos os sem noção!!! Infelizmente, por tudo que tenho lido e visto nos noticiários ultimamente, o bom senso, a ética, o respeito, a responsabilidade e a honestidade não são mais aplicados na maioria das situações. Se nada for feito urgentemente, nós que temos uma forma equilibrada de ver as coisas e muito mais sentimentos seremos um grupo extinto no futuro.
Abs
 
Likes: 5 people
10 August 2014
3.884
3.546
113
Caxias do Sul - RS
#10
Oi Ledo. O mundo é governado principalmente pelos os sem noção!!! Infelizmente, por tudo que tenho lido e visto nos noticiários ultimamente, o bom senso, a ética, o respeito, a responsabilidade e a honestidade não são mais aplicados na maioria das situações. Se nada for feito urgentemente, nós que temos uma forma equilibrada de ver as coisas e muito mais sentimentos seremos um grupo extinto no futuro.
Abs
Wander, concordo.
Por isso que eu digo que o problema não é a falta de fiscalização, e sim a gente precisar ser fiscalizado. E não é pouca fiscalização não: a gente precisa de MUITA fiscalização.
A coisa é tão complicada, que em muitos lugares, inclusive aqui, quem fiscaliza precisa ser (e muito) fiscalizado.

E, ainda, quando é fiscalizado, reclama.

Quer coisa mais sem noção do que isso?
 
Likes: 5 people

Vitor Xavier

Well-Known Member
3 Novembro 2014
163
251
63
#11
Enviei o e-mail abaixo para algumas empresas famosas (do exterior) e a única que me respondeu foi a Lonnie Ready, da Quality Marine

"Hello,
"Company's name" is a big marine life store. It certainly have great impact within the hobby, the environment, and the life of some collectors. Looking forward to a more sustainable hobby, i have some important questions.
How do you have the guarantee that your animals weren't collected with cyanide? Or that the collector is using right techniques and getting appropriated salaries? Can you talk about the origin of the animals in general (fish, invertebrates and others)?
Thank you in advance for any information."


Depois de alguns e-mails trocados, perguntei se poderia postar as respostas dela aqui. Ela não só me autorizou, fez algo melhor: escreveu uma resposta para o tópico!

"Hi Vitor,

I visited the forum and found the discussion very healthy, logical and objective. Congratulations to your group. You are welcome to use my comments.


Here goes.


Fortunately, cyanide use is very much on the decline and, as the forum video indicates, is now limited to very small collection areas of the Philippines.


Interestingly, it is the presence of the gold mining industry that makes cyanide available and cheap to use. In areas where there is no gold mining, there is no temptation to use cyanide because it is extremely expensive.


The issue of people who collect fish for the ornamental trade is very complicated. If done responsibly, aquarium fish collection is a very renewable resource.


Ornamental fishing removes small fish from the reef in relatively small quantities (if done properly), where food fishing removes large fish (the breeders of future generations!) in larger quantities.


Ornamental fish bring collectors prices up to 10 to 20 times the price per kilo of food fish.


Our experience is that properly trained native collectors are the best stewards of the environment. They realize that their livelihood, and that of their generations to come, depend on the long term health of the resource.


Regarding mariculture of popular wild harvest ornamentals- this is also a complicated issue. Ideally, the mariculture of a species should be done in the same location, by the same people who do the wild harvest.


If a popular fish, whose collection supports many people in that fishes’ native area, becomes maricultured in another country far way, the wild collectors lose their income. Experience shows that they are forced to turn to more environmentally destructive practices, like slash/burn agriculture and food fishing, for sustenance.


Indonesia is setting a good example for the world. Wild coral harvest and export is now very restricted. People formerly employed in wild harvest are now working on “coral farms”, propagating and growing the most popular species and color morphs for the ornamental trade. Maricultured corals from Indonesia are now less expensive than wild harvest corals.


One last comment. In visiting collectors around the world, they are unanimous in feeling that the greatest cause of decline for reefs is development.


Run off from agricultural areas, silt from deforestation and development along the shoreline impact our reefs much more than the ornamental trade.


Best regards,


Lonnie"
 
Likes: 2 people
1 May 2015
1
2
0
#14
Belo tópico.. tbm tenho essa curiosidade de saber de onde vem os peixes de nossos aquários.

Documentário muito bacana relatando das trajetória dos peixes palhaços, desde sua captura, criações e seu habitat natural.
 
Likes: 2 people

Vitor Xavier

Well-Known Member
3 Novembro 2014
163
251
63
#17
Só agora consegui terminar de ver o documentário.
Uma imagem marcante foi a de várias anêmonas sem zooxantelas. É uma realidade cada vez mais comum, não só em anêmonas como também em corais mundo afora.
 

Vitor Xavier

Well-Known Member
3 Novembro 2014
163
251
63
#19
Esta semana enviei e-mail para a De Jong Marinelife. Aqui está a resposta deles:

"Yes we have a part of the Marine business, we are sure of our collectors that they collect the most sustainable way there is, the reason is that we visited all our suppliers many times and already since 1958 and discussed all the techniques all those suppliers don’t use any chemicals only net’s to collect the Sustainable way, the countries we are sure of this method are Maldives, Sri-Lanka, Mauritius, Madagascar, Kenya, Yemen, Sudan, Egypt, Turkey, Portugal, Spain, Florida, Brazil, Cuba, Mexico, California, Ecuador, Hawaii, Christmas Island, Marshall Island, Tonga, Fiji, Micronesia, Guam, Cook Island, Vanuatu, New Zealand, New Caledonia, Australia, Taiwan, Japan and Cocos Keeling Isl. Most of those exporters are also involved in collecting or are the collectors.


We are not or cannot be sure of Philippines and Indonesia because the collecting is done by village community’s sometimes weeks away by boat before they come to the harbor to sell their fish to wholesales/exporters this collecting is done by more than 300.000 family’s all around Indonesia and Philippines, in fact nobody has good control what exactly happen but we have the best relation possible in this 2 countries for many, many years and we are very confident that our suppliers buy the most sustainable collected fish possible and we also pay for this service,but there is no realy control possible because so many people that lives from fish catch in such a extreme big area.


Our suppliers buy also fish around Java and Bali waters and there the chance is 99% that they are collected sustainable as inspection is possible and also done."
 
Likes: 2 people

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom