Dúvida no protocolo de tratamento do ictio

16 December 2018
5
6
0
#1
Boa tarde pessoal
Li todos os tópicos sobre o protocolo de tratamento do ictio marinho. Vi uns vídeos do Leo Cardoso e do Sérgio da starfish.
Tive um surto recente de ictio no meu reef.
Infelizmente perdi animais por ter confiado em uma loja que dizia quarentenar seus animais etc etc etc

Como praticamente todo aquarista aprendi da pior forma a importância da quarentena.

Bom, o aquário estava estabilizado há pelo menos 2 anos sem nenhuma perda, parâmetros estáveis e decidi trocar um foxface que estava grandes demais para o sistema.

Tirei ele e troquei por 3 anthias pequenas mas em 7 dias meu saifin encheu de pontos brancos seguido por um casal de palhaços e um cardinal pijama.
Com 10 dias as anthias e com 12 dias o cardinal pijama morreu. O saifin e o casal de palhaços ficaram bem ruins mas vivos

Arrumei um hospital de 45 litros e coloquei um filtro hang on de 500l/h e circulação com uma bomba de 500l/h.
Iniciei tratamento com cupramine a 0.45, dosando stability, bioptin, usando 2 litros de siporax e umas rochas que estavam no sump do meu aquário principal.

Estou seguindo o protocolo que o Leo Cardoso fala no vídeo dele há 5 dias e estou ajustando o cupramine de 0.45 para 0.3 e medindo com o teste de cobre da Red Sea. No momento estou acompanhando a amonia com o amonia alert da seachem e fiz uma tpa de 30% com água nova no 4 dia após ver que a amonia subiu um pouco.
O aquário principal está sem peixes e deve ficar assim por pelo menos 60 dias. O saifin e o casal de palhaços atualmente estão sem sintomas aparentes e voltaram a comer melhor.

Devo manter eles no cobre por 21 dias e após isso vou lavar o aquário e encher de água doce a 50 graus por 2 horas para matar qualquer coisa mais resistente.

Usaria 50% da água antiga e completaria com água nova antes de reinserção dos peixes no hospital fazendo tpas de 30% de 5 em 5 dias para retirar o cobre com posterior observação por mais 40 dias dos animais antes de voltar para o principal.

Minha dúvida é:
Me falaram que posso fazer as tpas do hospital com a água do aquário principal para ir adaptando os peixes a água do display mas isso não levaria a forma nadante do ictio para o hospital reinfectando os peixes ?

Devo considerar que o cobre mataria qualquer forma nadante antes de uma reinfeccao?

Obrigado pela ajuda
 

Marcos Urbano

Active Member
Eu apoio o ReefClub!
8 Janeiro 2019
154
162
43
Jundiaí
#2
Boa noite, Marcelo!

Uma humilde opinião pessoal de um amigo aquarista que também assistiu esse vídeo do Leo Cardoso: acredito que se você utilizar a água do aquário principal para tpa antes dos 60 (ou 90 dias), e o aquário de quarentena não tiver mais nenhum cobre, pode ocorrer a reinfecção pois a forma nadante ainda pode estar no seu display principal.

Eu também vou precisar fazer isso, já montei o hospital e meus primeiros 2 peixes Yellow Tang e Desjardini estão com íctio. São pequenos, estão comendo bem, e as pintinhas são bem poucas ainda, surgiram há 6 dias. Estou aguardando somente o cupramine chegar pra começar. Pensei em fazer com hipossalinidade, mas já que vou fazer, farei completo seguindo o protocolo que o Leo Cardoso postou. Só acho que não vou arriscar fazer TPA com água do meu display principal depois desse trabalho todo e vou esperar 90 dias pra voltar os peixes pra lá.

Espero que os gurus aí nos ajudem também...rs..

Abraço,
Marcos.
 

Marcos Urbano

Active Member
Eu apoio o ReefClub!
8 Janeiro 2019
154
162
43
Jundiaí
#4
Para utilizar água do display principal na quarentena é preciso ter certeza que não há parasitas lá! O que não é o caso.
Júnio, aproveitando a carona do tópico. Numa quarentena de 50l, deixar 2 tangs pequenos esperando por 90 dias para que o íctio seja erradicado do display principal, não teria problemas em relação ao estresse dos peixes, correto?

Claro que desde que os parâmetros da água estejam ok...
 
Likes: fabio simoes

Júnio Melo

Born to dive, forced to work!
10 August 2014
5.633
7.259
113
Belo Horizonte
#5
Júnio, aproveitando a carona do tópico. Numa quarentena de 50l, deixar 2 tangs pequenos esperando por 90 dias para que o íctio seja erradicado do display principal, não teria problemas em relação ao estresse dos peixes, correto?

Claro que desde que os parâmetros da água estejam ok...
Coloque alguns pedaços de canos de pvc pra servirem como tocas que consegue levar bem. Mas as tpas precisam ser frequentes.
 
16 December 2018
5
6
0
#7
Obrigado pelas respostas
Um uptade do tratamento.
Os peixes ficaram 21 dias no cobre entre 0.30 e 0.45 aferido no teste Red sea.
Há dois dias um dos palhaços apresentou popeye e fiquei bem preocupado.

Como os peixes estavam há 21 dias no cobre sem reinfestacao eu fiz uma tpa de 70% sinfonando bem o fundo e limpando os vidros e coloquei água nova.
Não redosei cobre.

Meu hospital tem 40 litros com filtro externo e bomba de circulação de 500l/h.
Coloquei 3ml de prazipro e azitromicina 2mg/l para tratar o popeye e aproveitar para tratar de parasitas internos. Hoje percebi que o olho do palhaço desinchou bastante mas ainda está grande. Voltaram todos a comer bem. Em uns 4 dias vou fazer uma tpa de 30% e redosar a azitromicina até os olhos do palhaço voltarem ao normal.

No mais vou dar no mínimo 60 dias para o display principal se livrar do parasita antes de reintroduzir os peixes.

Nunca mais deixo de Quarentena um peixe.
Perdi 3 anthias e um bangai pijama.
 
Likes: 2 people

fabio simoes

Well-Known Member
5 Novembro 2014
743
565
93
vinhedo/sp
#9
Marcelo, aproveitando seu tópico.

Fiz a mesma coisa e foi um desastre.

Sim, 50 litros é muito pequeno para deixar 2 tangs.

NÃO USE ÁGUA DO REEF PARA TPA SE VAI FAZER ESSE TRATAMENTO, OS PEIXES PODEM SE RECONTAMINAR.

Aconteceu comigo a mesma coisa que você, após os 21 dias de cobre os peixes começaram a morrer. Tive popeye em diversos, tratei com um monte de coisa e nenhum salvou.

No meu caso era uma quarentena de 200 litros com skimmer, midia, controle de amonia, tpa quase diária, etc. Foi um desastre, perdi quase tudo.

Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo.

No meu caso deixei 64 dias e quando voltei os peixes o ictio voltou.

21 dias de cobre detona o peixe. um ambiente de quarentena que não tem micro vida é muito estressante e pobre em alimento para os peixes, a meu ver.

Depois de seguir o seu protocolo, também por indicação de colegas, e ter um verdadeiro desastre, mudei meus protocolos.

hoje quarenteno todos os peixes no protocolo antigo da ecorref: banho de formalina quando chega - 7 dias de cobre a 0,2 - 0,3 (no máximo), pazipro juntamente com o cobre. quando passa os 7 dias dou outro banho de formalina e volto ao reef.

no meu caso está dando muito certo. nunca mais perdi peixe.

perdia muito peixe quando deixava 21 dias no cobre.

Aliás por que 21? se o Dr. Miguel Mies Ecorref indica de 7a 10 e a bula do cupramine indica 14?

abraço
 

Marcos Urbano

Active Member
Eu apoio o ReefClub!
8 Janeiro 2019
154
162
43
Jundiaí
#10
Marcelo, aproveitando seu tópico.

Fiz a mesma coisa e foi um desastre.

Sim, 50 litros é muito pequeno para deixar 2 tangs.

NÃO USE ÁGUA DO REEF PARA TPA SE VAI FAZER ESSE TRATAMENTO, OS PEIXES PODEM SE RECONTAMINAR.

Aconteceu comigo a mesma coisa que você, após os 21 dias de cobre os peixes começaram a morrer. Tive popeye em diversos, tratei com um monte de coisa e nenhum salvou.

No meu caso era uma quarentena de 200 litros com skimmer, midia, controle de amonia, tpa quase diária, etc. Foi um desastre, perdi quase tudo.

Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo.

No meu caso deixei 64 dias e quando voltei os peixes o ictio voltou.

21 dias de cobre detona o peixe. um ambiente de quarentena que não tem micro vida é muito estressante e pobre em alimento para os peixes, a meu ver.

Depois de seguir o seu protocolo, também por indicação de colegas, e ter um verdadeiro desastre, mudei meus protocolos.

hoje quarenteno todos os peixes no protocolo antigo da ecorref: banho de formalina quando chega - 7 dias de cobre a 0,2 - 0,3 (no máximo), pazipro juntamente com o cobre. quando passa os 7 dias dou outro banho de formalina e volto ao reef.

no meu caso está dando muito certo. nunca mais perdi peixe.

perdia muito peixe quando deixava 21 dias no cobre.

Aliás por que 21? se o Dr. Miguel Mies Ecorref indica de 7a 10 e a bula do cupramine indica 14?

abraço
Bom dia, Fábio! Eu estou há 21 dias com meus 2 Tangs (desjardini e yellow) e mais um black cap gramma num aquário de 50l. Os tangs são bem pequenos, estão todos muito bem, comendo muito. Fiz tpa de 30% toda semana, mas nem sinal de subir amônia, nitrito ou nitrato. Usei mídia do meu aquário principal e não tratei com cobre. Usei apenas prazipro nesse tempo.

Vou deixar 72 dias eles aí e observar pra ver se não tem nada, assim descontamino meu principal e espero que não volte nada. Pensei também em iniciar hipossalinidade para garantir, já que é só íctio por enquanto. Mas vou esperar quando estiver mais próximo de completar o ciclo de descontaminação.

Não estou indicando produto nem nada, é só um relato...

Abraço.
 
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#11
Marcelo, aproveitando seu tópico.

Fiz a mesma coisa e foi um desastre.

Sim, 50 litros é muito pequeno para deixar 2 tangs.

NÃO USE ÁGUA DO REEF PARA TPA SE VAI FAZER ESSE TRATAMENTO, OS PEIXES PODEM SE RECONTAMINAR.

Aconteceu comigo a mesma coisa que você, após os 21 dias de cobre os peixes começaram a morrer. Tive popeye em diversos, tratei com um monte de coisa e nenhum salvou.

No meu caso era uma quarentena de 200 litros com skimmer, midia, controle de amonia, tpa quase diária, etc. Foi um desastre, perdi quase tudo.

Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo.

No meu caso deixei 64 dias e quando voltei os peixes o ictio voltou.

21 dias de cobre detona o peixe. um ambiente de quarentena que não tem micro vida é muito estressante e pobre em alimento para os peixes, a meu ver.

Depois de seguir o seu protocolo, também por indicação de colegas, e ter um verdadeiro desastre, mudei meus protocolos.

hoje quarenteno todos os peixes no protocolo antigo da ecorref: banho de formalina quando chega - 7 dias de cobre a 0,2 - 0,3 (no máximo), pazipro juntamente com o cobre. quando passa os 7 dias dou outro banho de formalina e volto ao reef.

no meu caso está dando muito certo. nunca mais perdi peixe.

perdia muito peixe quando deixava 21 dias no cobre.

Aliás por que 21? se o Dr. Miguel Mies Ecorref indica de 7a 10 e a bula do cupramine indica 14?

abraço
Estou também acompanhando o tópico pois estou quarentenando peixes, mas no meu caso penso em deixar no cobre apenas por 14 dias, que é o que tem na bula do Cupramine.

Se eu não me engano, o protocolo do Dr. Miguel Mies leva em consideração a transferência de tanques (pelo menos o novo que eu li). Se tiverem esse antigo, poderiam me indicar onde está.

Com relação aos 21 dias, apenas o @Leo Cardoso pode responder.

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 

Brunodru

New Member
14 March 2019
21
11
3
34
Belo Horizonte
#12
Marcelo, aproveitando seu tópico.

Fiz a mesma coisa e foi um desastre.

Sim, 50 litros é muito pequeno para deixar 2 tangs.

NÃO USE ÁGUA DO REEF PARA TPA SE VAI FAZER ESSE TRATAMENTO, OS PEIXES PODEM SE RECONTAMINAR.

Aconteceu comigo a mesma coisa que você, após os 21 dias de cobre os peixes começaram a morrer. Tive popeye em diversos, tratei com um monte de coisa e nenhum salvou.

No meu caso era uma quarentena de 200 litros com skimmer, midia, controle de amonia, tpa quase diária, etc. Foi um desastre, perdi quase tudo.

Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo.

No meu caso deixei 64 dias e quando voltei os peixes o ictio voltou.

21 dias de cobre detona o peixe. um ambiente de quarentena que não tem micro vida é muito estressante e pobre em alimento para os peixes, a meu ver.

Depois de seguir o seu protocolo, também por indicação de colegas, e ter um verdadeiro desastre, mudei meus protocolos.

hoje quarenteno todos os peixes no protocolo antigo da ecorref: banho de formalina quando chega - 7 dias de cobre a 0,2 - 0,3 (no máximo), pazipro juntamente com o cobre. quando passa os 7 dias dou outro banho de formalina e volto ao reef.

no meu caso está dando muito certo. nunca mais perdi peixe.

perdia muito peixe quando deixava 21 dias no cobre.

Aliás por que 21? se o Dr. Miguel Mies Ecorref indica de 7a 10 e a bula do cupramine indica 14?

abraço
Bom dia @fabio simoes .
Em relação ao seu relato: "Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo."
Não tiraria do aquário principal para o hospital? Como faria hoje? Pois estou com meu reef que tem um centropg, yt, desjardini e um casal de palhaços com íctio, que detectei ontem à noite. (apenas nos palhaços não detectei ainda) E estou pensando em transferí-los para quarentena com cupramine hoje quando chegar em casa. Mas se tem uma dica, gostaria de conhecer primeiro.
Abraço.
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
Eu apoio o ReefClub!
14 Junho 2017
2.041
2.962
113
Santana de Parnaíba - SP
#13
Bom dia @fabio simoes .
Em relação ao seu relato: "Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo."
Não tiraria do aquário principal para o hospital? Como faria hoje? Pois estou com meu reef que tem um centropg, yt, desjardini e um casal de palhaços com íctio, que detectei ontem à noite. (apenas nos palhaços não detectei ainda) E estou pensando em transferí-los para quarentena com cupramine hoje quando chegar em casa. Mas se tem uma dica, gostaria de conhecer primeiro.
Abraço.
Bruno

Considere que se tirar os peixes (e precisará tirar todos), deverá mantê-los fora do aquário principal por um tempo considerável para que a doença seja eliminada do tanque também.
 
Likes: Brunodru

fabio simoes

Well-Known Member
5 Novembro 2014
743
565
93
vinhedo/sp
#14
Na teoria o certo é esse mesmo, deixar o aquário principal sem peixes por 60 dias ou mais, sem discussão. Se você é uma pessoa que consegue montar uma estrutura para isso, perfeito.

Na prática eu tive dificuldade em fazer isso, como já relatei , após 30 dias os peixes começaram a ter Popeyes, etc e perdi quase tudo.

Eu tenho alguns amigos que não tiraram os peixes do reef, após terem ictio, não tiveram perdas. Vai do estado do peixe e se você quer conviver com a doença no sistema, ou ficar sem colocar peixe por 11 meses (me parece que esse é o prazo para ele sumir com peixes dentro).

Uma coisa interessante e menos estressante ao aquarista seria vender os peixes e após os 60-70-90 dias começar a adquirir de novo e dessa vez quarentenando.

O protocolo antigo da ecorref tem nos primeiros vídeos do Miguel no canal Aquarismo sem grana - tratamento de doenças .

Eu acho meio função ficar trocando de tanque e também estressante aos peixes.

Minha quarentena tem substrato, Rocha , roda direto com água e achei assim melhor do que as sem nada. Mas isso foi minha experiência, por que na teoria , elas são apenas o vidro.
 
Likes: Brunodru
11 March 2018
219
144
43
#16
Marcelo, aproveitando seu tópico.

Fiz a mesma coisa e foi um desastre.

Sim, 50 litros é muito pequeno para deixar 2 tangs.

NÃO USE ÁGUA DO REEF PARA TPA SE VAI FAZER ESSE TRATAMENTO, OS PEIXES PODEM SE RECONTAMINAR.

Aconteceu comigo a mesma coisa que você, após os 21 dias de cobre os peixes começaram a morrer. Tive popeye em diversos, tratei com um monte de coisa e nenhum salvou.

No meu caso era uma quarentena de 200 litros com skimmer, midia, controle de amonia, tpa quase diária, etc. Foi um desastre, perdi quase tudo.

Me arrependi muito de ter feito isso, hoje não tiraria os peixes do reef por causa de ictio, ainda mais se o peixe está comendo.

No meu caso deixei 64 dias e quando voltei os peixes o ictio voltou.

21 dias de cobre detona o peixe. um ambiente de quarentena que não tem micro vida é muito estressante e pobre em alimento para os peixes, a meu ver.

Depois de seguir o seu protocolo, também por indicação de colegas, e ter um verdadeiro desastre, mudei meus protocolos.

hoje quarenteno todos os peixes no protocolo antigo da ecorref: banho de formalina quando chega - 7 dias de cobre a 0,2 - 0,3 (no máximo), pazipro juntamente com o cobre. quando passa os 7 dias dou outro banho de formalina e volto ao reef.

no meu caso está dando muito certo. nunca mais perdi peixe.

perdia muito peixe quando deixava 21 dias no cobre.

Aliás por que 21? se o Dr. Miguel Mies Ecorref indica de 7a 10 e a bula do cupramine indica 14?

abraço
@fabio simoes na época em que perdeu os peixes que estavam na quarentena por 21 dias, eu gostaria de saber há quanto tempo de montado tinha a sua quarentena. Porque eu assisti um vídeo no qual o Sérgio Pantaleão da Starfish fala que o aquário de quarentena você precisa montar quase igual ao aquário de quarentena. Ou seja tem que passar pela ciclagem, com mídias biológicas, rochas e depois da ciclagem é que esse aquário poderia ser usado como quarentena.

Segundo o Sérgio, é comum perder peixes quando o aquário é novo e no aquário de quarentena poderia acontecer a mesma coisa. É aquilo que chamamos de "síndrome do aquário novo". Segundo o que eu entendi no vídeo, se você acabar de montar o aquário hospital e dosar o cupramine e em seguida colocar o peixe para quarentenar, como o aquário não passou pela ciclagem ele teria picos de amônia. E segundo o Sérgio o peixe poderia morrer não pela toxicidade do cobre e sim devido a amônia.

O vídeo que o Sérgio fala sobre íctio e como ele faz a quarentena dele é esse aqui:

Íctio parte 1

Íctio parte 2

Só gostaria de mencionar uma coisa sobre os vídeos, que é mencionado um produto que é o Medic da Polyp, que segundo relatos de pessoas aqui mesmo do Reef Club é um produto que não funciona. Estou fazendo essa ressalva, pois o intuito ao deixar o link dos vídeos é falar sobre íctio e quarentena.

Eu já tive ícito no meu aquário, mesmo fazendo quarentena com cupramine. E eu acredito que nós precisamos começar a fazer quarentena não somente dos peixes, mas também nos corais.
Senão, vejamos - você faz a quarentena nos peixes com cupramine/banho de formalina e teoricamente os peixes estariam livre de parasitas. E você coloca os peixes no aquário principal. Alguns dias depois você compra alguns corais e nas bases dos corais "vem de carona", íctio ou oodinium.
Então segundo o meu entendimento ao comprar corais, você teria que fazer a desinfecão dos corais com produtos do tipo Revive. E depois deixar os corais(por uns 60 dias sem entrar peixe nesse aquário) num terceiro aquário que seria de quarentena só de corais.

Entretanto, gostaria de saber a opinião de vocês. Porque se deixar o aquário principal por 60 dias sem peixe não é a solução. Por outro lado se não deixar o aquário sem peixe por 60 dias, vamos ter sempre íctio no nossos aquário. Como resolver isso?
Eu acho que o mercado de medicamento para peixes deixa muito a desejar atualmente. Não dá para comparar um cachorro que vive ao ar livre, com peixes que vivem num ambiente limitado de aquário. Mas se um cachorro está com pulgas ou carrapatos você dá um comprimido para o cão, ele come o comprimido e a substância vai para o sangue do animal. Daí o parasita ao picar o cão ingere o medicamento e morre.
Para os peixes precisaria ser inventado um medicamento que pudesse ser usado num aquário hospital. E adicionar o medicamento à ração do peixe. E daí o Cryptocaryon irritans iria ingerir o medicamento e morrer ou mesmo "quebrar" o ciclo de vida do parasita.

Eu sei que minha comparação é bem grosseira, mas eu às vezes fico pensando a ciência avança em todos os setores e hoje em pleno século 21 ainda temos que conviver com parasitas nos nossos aquários.
 
Likes: igfmagalhaes

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom