Aquário do Membro Carbon Reef

#81
Interessante o procedimento do carbonato de cálcio. Fazendo diariamente como mencionou, não ocorrem alterações mais importantes nos níveis de cálcio e carbonatos?
Tem zero impacto na composição química da água, porque Carbonato de Cálcio é a mesma composição química do esqueleto de coral, aragonita, calcita, etc. Só dissolve em pH baixo como um reator de Ca, por exemplo.
Na teoria, o único efeito colateral é que pode incomodar animais que se irritam com as partículas em suspensão e parte do pó vai parar no fundo do aquário. Na thread que o Alex linkou, tem alguns relatos de anemonas não gostarem do pó, mas eu não tive problema com BTA e Crispas.

Eu doso até a água ficar branca ao ponto que não consigo ver nada dentro do aquário. Em 20 minutos fica transparente.

O Coral Snow é caríssimo aqui. 500ml em torno de 580 reais. Pelo que diz inclusive o post posso misturar carbonato de cálcio com água de RODI. achei o Carbonato de cálcio PA, seria esse? Quero experimentar!
Isto mesmo, simples assim.
Na thread do R2R tem a quantidade exata de pó por litro de RODI, mas não precisa seguí-la a risca. Dá pra misturar no olho mesmo, já que não faz a menor diferença.
 
#82
Vi esse no ML com anúncio ativo:

https://produto.mercadolivre.com.br...cking_id=8ca99309-c524-4b65-9cf1-4bbbe991025a

Acho que é a mesma coisa não? Nunca mexi com compostos PA. Medo de comprar alguma coisa que venha estrague ainda mais!! rsrsrs

Zeozym não achei no aliexpress nem no ML.
Se for PA não tem erro. Compre de uma química com reputação.
A única chance de ter risco ( e mesmo assim bem baixo) é se o fornecedor for falcatrua e ter produzido o Carbonato de Cálcio de uma fonte que contém outros elementos, como Calcita, mármore, etc. Neste caso ele não poderia chamar de PA.

Na dúvida, dose em pequenas quantidades, monitore e aumente a dose conforme necessário.
 

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
2.692
6.626
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#83

Diego Carbonari

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
19 April 2017
443
621
93
40
São Paulo Capital
#84
Acabei comprando CACO3 da Labsynth, por precaução. Achei que a empresa é mais sólida no mercado, com certificações, fornece para grandes laboratórios, enfim. É mais caro, mas como nunca mexi com estes tipos de produtos PA, preferi pecar pela segurança.

https://www.labsynth.com.br/index.php

Chegará na semana que vem!

Atualização geral!!

Ontem percebi que a bomba Sb1000 da UV que estava no substrato tinha parado!! Que perigooo!!! Ela simplesmente parou e começou a esquentar!! Percebi a tempo de não acontecer algo mais grave. Como? colocando a mão na saída da UV. não estava saindo nada de água. Quando retirei a bomba saia até fumaça de dentro do impeller. Coloquei outra e agora grudei no vidro lateral. importante verificar sempre se o fluxo da UV , a bomba está funcionando. Não somente por conta da própria bomba, mas pelo funcionamento da lâmpada na temperatura correta de trabalho e para o que o tubo de cristal de quartzo interno não danifique. Precisa ter fluxo sempre!! Aprendi isso com o @Euler Kernighan.

Em relação aos Dinos, voltaram em pequena quantidade em alguns locais. Bem pouco mesmo!! E vou tentar, junto com a UV, o procedimento do CACO3 semana que vem se ainda estiverem persistindo e para testar também.

Os peixes no geral está todos bem, inclusive o regal que já se enturmou com a galera!! já entra na bagunça da alimentação.

Em relação aos corais, todos estão bem, exceto uma pequena colônia de stylophora que acredito esteja sendo "atacada" pela pavona que está incrustando no pé dela mas não pelas dinos. Inclusive vejo alguns corais mais felizes e abertos, como o platô long, a cynarina e algumas acroporas. Acho que a UV está limpando a água e isso está beneficiando os corais. Pros e contras do uso da UV. Por um lado ela mata mais do que a gente gostaria e é cara, por outro, mata tudo o que é ruim junto e ajuda a esterilizar mais a água.

Captura de Tela 2020-01-11 às 11.47.45.png

Uma das Tridacnas está um pouquinho incomodada pois tinham dinos na concha antes do apagão. limpei, fiz o apagão, e parece que no local onde tinham as dinos, somente ali, o manto está um pouco retraído. Vou acompanhar.

Captura de Tela 2020-01-11 às 11.17.25.png

No restante, percebo que as algas no geral estão quase mortas, acho que pelo efeito duplo do apagão e do uso da UV. Sumiram as algas que parecem cianos, mas verdes, mas aparecereram diatomáceas em uma parte do substrato. As estrelas estão fazendo seu trabalho neste caso, pois vejo que um dia está mais escuro, no outro mais limpo.

O Skimmer depois de limpo voltou ao seu funcionamento normal, está tirando um pouco menos do que antes até. PO4 = 0,02 (Hanna) e NO3 = 1 (Nyos)

Retirei o GFO, e no mais, não mexo em mais nada, estou me controlando!! kkkkk

Por outro lado, aproveitei para dar uma animada no nano e preparar a quarentena para os próximos passos da evolução do Reef.

Faltam ainda alguns peixes da minha lista após o Regal. São eles:

Casal de palhaços para a anêmona rainbow: Queria um casal de frostbite, mas apareceu um casal de black ice de um desmonte que não aguentei, estavam muito lindos, estão quarentenando já! rsrsrs. A única coisa é que quando adicionei de volta a rainbow, que havia retirado e colocado no FO, coloquei ela numa pedra separada, voltei a pedra inteira para o reef, pois aprendi com as rainbows e roses, que se estiverem em pedras separadas a chance de andarem no substrato, se soltarem é bem pequena. Masssss, são anêmonas né??? E a miserável andou para a pedra que estava ao lado, uns 4 dedos de distância, e esta pedra se conecta com todo o layout. Resultado: Subiu pra trás do layout, atrás da colônia de calendium. está super aberta, linda, com chupetinhas bem formadas, mas....escondida!! Então terei que dar um jeito nisso em breve!! A pedra que ela está é colada na da frente, mas tentarei durante a quarentena dos palhaços, retirar a anêmona e posiciona-la na frente.
Captura de Tela 2020-01-11 às 11.16.27.png

Captura de Tela 2020-01-11 às 10.59.32.png

Outro bicho que já tentei por 2 vezes é o famoso Cooperband. Não passaram da quarentena. Mesmo alimentando com artêmia, vongole, etc, eles definharam no cobre. Definitivamente não estou tendo sucesso ainda com borboletas. Mas é o meu desafio para 2020!! Aprender a cuidar destes animais e tentar fazer-los comer ração! Por isso peguei um bem pequeno para colocar no nano e fazer como fiz com o regal. Uma quarentena passiva. Masss ainda estou na dúvida. Coloquei no nano para descanso pós viagem e para começar a comer comigo. Pode ser que entre com um protocolo para eliminar parasitas. talvez a hiposalinidade dessa vez juntamente com pazipro. Já comecei a dar masstick dentro da concha de vongole, com o vongole do outro lado. O bom é que ele já começou a dizimar as aiptasias. Gosto hoje em dia de pegar peixes juvenis. A minha experiência com peixes adultos coletados não foi boa. Parece que eles já estão tão acostumados com sua rotina na natureza que para se acostumar ao cativeiro é bem mais difícil que peixes juvenis. Esse foi o motivo para pegar um menor. estava há 3 meses na loja, mas comendo apenas microvida e artêmia.

Captura de Tela 2020-01-11 às 10.58.05.png

Um peixinho bonitinho que vi numa loja e também não aguentei é o Hector Goby. Come microvida mas tentarei alimenta-lo com flocos. Ficará no nano como fornecedor de cocô e xixi para as bactérias!!

Captura de Tela 2020-01-11 às 11.17.40.png

Para complementar as novas "cositas" de início de 2020, peguei uma "orelha" de montipora capricórnio laranja. Está "quarentenando" no nano. A ideia é fazer como estou tentando com a vermelha e verde, crescer em espiral se misturando. Já tenho uma mudinha de roxa bem pequena. Mas está 1/10 do tamanho da laranja, ainda vou ver o que farei, se esperarei ela crescer mais ou tentarei fazer uma muda delas 2 juntas ou pegarei uma muda de roxa maior se encontrar.

Captura de Tela 2020-01-11 às 11.35.52.png Captura de Tela 2020-01-11 às 11.36.04.png

essa é a referência que me animou:

Captura de Tela 2020-01-11 às 11.37.42.png

Falando da lista de peixes para o reef. O coper band não estava inicialmente nos planos quando refiz o layout, mas como montarei um aquário de borboletas, pode ser que ele entre no reef ou vá para esse novo aquário. de qualquer forma, como é um peixe mais comum de se achar e de se ter relatos gerais de cuidados, é uma ótima experiência. Mas ainda faltam alguns:

1 - Trigger blue jaw
2 - Mandarim fêmea para tentar formar casal com meu macho.

Talvez depois de inserido estes peixes, tente mais algum peixe pequeno, um blenny, um goby, vamos ver o que acontece.
 

Diego Carbonari

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
19 April 2017
443
621
93
40
São Paulo Capital
#86
Amigos!!! Mudanças e desafios me animam....e nessa pandemia, com tantos altos e baixos....com o desmonte do Fish only, me deparei com a oportunidade de atualizar alguns detalhes do reef, até aproveitando alguns créditos que negociei com a loja que está fazendo a peripécia. Para tanto, porque não testar métodos? Além desse hobby me motivar pelas maravilhas dos animais, da interação, de sempre ter tido uma relação próxima com o aquarismo, também me motiva fazer testes e com isso gerar experiências. Por conta disso, vou seguir algumas recomendações, pesquisas que fiz e tentar experimentar o método Triton, nem que seja apenas no projeto de sump com refúgio, que particularmente gosto muito.

Isto posto, comecei a repensar e botar em prática as ideias e experiências acumuladas.
Abaixo uma elevação frontal inicial do novo projeto do sump geral. Não está com cotas, mas os volumes estão proporcionais a escala real. Posteriormente farei algo com cotas mais precisas.
Captura de Tela 2020-07-22 às 19.33.18.png

A área verde será seca e a vermelha molhada, com uma divisória que ainda estou pensando o material. Pensei em TS da fórmica ou uma chapa de acrílico (bem mais cara), mas estou pesquisando ainda. Queira sair da madeira laminada ou laqueada. Esta divisória poderá também ser suporte para alguns controladores, como o da bomba de recalque, ou seja, terei um espaço a mais para organizar os equipamentos do sump. Também usarei a régua do Apex do fish only para aumentar a quantidade de tomadas disponíveis.

por enquanto é isso...farei atualização assim que for evoluindo nas ideias e também de sugestões de todos aqui....
 
Last edited:
Likes: Thiago Tross

Janaína A.

Active Member
23 April 2019
156
208
43
São Paulo
#89
Está muito bom Diego.
Uma questão: algum motivo para o refúgio no primeiro compartimento? Imagino que o perlon segure alguma alga que possa vir com o fluxo, mas ao mesmo tempo perde bastante microvida na filtragem mecânica...
Meu projeto mudei aos 45 do segundo tempo (literalmente, vou ter que por um apoio pro skimmer), pra deixar o refúgio junto da subida.
Vou acompanhar a execução.
Parabéns!
 

Diego Carbonari

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
19 April 2017
443
621
93
40
São Paulo Capital
#92
Está muito bom Diego.
Uma questão: algum motivo para o refúgio no primeiro compartimento? Imagino que o perlon segure alguma alga que possa vir com o fluxo, mas ao mesmo tempo perde bastante microvida na filtragem mecânica...
Meu projeto mudei aos 45 do segundo tempo (literalmente, vou ter que por um apoio pro skimmer), pra deixar o refúgio junto da subida.
Vou acompanhar a execução.
Parabéns!
Vou tentar pensar numa forma que fique flexível para, se precisar mudar no futuro, consiga sem mexer na estrutura. Uma dica que o Fábio Simões me deu foi usar vidros móveis, vou considerar isso no projeto e entender como funciona....mas falando em microvida e a relação do refúgio com o display, pelo que estou estudando do método Triton, o fundamental são os elementos que são fabricados no refúgio e não somente a microvida que irá para o display pois já temos muita no substrato e rochas, e no caso deste tipo de refúgio, o fundamental é seguir essa metodologia de fluxo da água no sump.
 
Likes: Janaína A.

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
2.692
6.626
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#93
atualizando o fluxo do chiller conforme ajuda dos amigos @fabio simoes , @edvar e @Francisco Pereira

View attachment 5877

Do jeito que está desenhado não vai funcionar.
Vc tem a entrada e a saída do chiller ligados no mesmo "ramal". A pressão na entrada vai ser a mesma da saída...e não vai circular água por ele.
Eu prefiro fazer derivações na saída do recalque. Assim você consegue colocar registros em cada ramal e controlar a vazão em cada um deles.

E eu não gosto de chiller jogando a água gelada no display......prefiro retornar ela pro sump, baixar a tem nele, e jogar essa água pro display.....
 
Likes: Thiago Tross

Diego Carbonari

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
19 April 2017
443
621
93
40
São Paulo Capital
#94
prefiro retornar ela pro sump, baixar a tem nele, e jogar essa água pro display
É como tenho hoje em dia aqui, mas com uma bomba dedicada. Ela capta água depois do skimmer e devolve no compartimento do skimmer.

Vc tem a entrada e a saída do chiller ligados no mesmo "ramal". A pressão na entrada vai ser a mesma da saída...e não vai circular água por ele.
...tinha pensado nisso por isso o primeiro desenho captando de uma derivação do recalque e devolvendo lá pro início do sump....acha que assim funciona? Essas bolas pretas nesse desenho esquemático são registros das derivações do recalque. RC é do Reator de Cálcio, e RF é do reator fluidizado eventual. UV também será opcional. E a prole de temperatura coloco sempre na queda do display

Captura de Tela 2020-07-22 às 19.33.18.png
 

Diego Carbonari

Moderator
Staff member
Eu apoio o ReefClub!
19 April 2017
443
621
93
40
São Paulo Capital
#97
Voltando pro sump, como está nesse desenho, funciona.
Se quiser jogar pro display tem de fazer algo assim:

View attachment 5912

Percebeu a interrupção no cano?
Sim, entendi. Mas nesse caso por ter apenas um caminho obrigatório da subida passando pelo chiller, não limitaria a eficiência dele se, por exemplo, quisesse aumentar o fluxo da bomba? pois vou usar uma DC não acha? Estou inclinado a fazer o retorno do chiller como no primeiro desenho, voltando pro display, pois mesmo aumentando o fluxo da bomba, consigo regular no registro da derivação, faz sentido?
 

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
2.692
6.626
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#99
Sim, entendi. Mas nesse caso por ter apenas um caminho obrigatório da subida passando pelo chiller, não limitaria a eficiência dele se, por exemplo, quisesse aumentar o fluxo da bomba? pois vou usar uma DC não acha?
Essa é uma das razões prá não se usar essa solução de mandar a água pro chiller e daí pro display: não conseguir ajustar adequadamente a vazão nem do recalque nem do chiller.....
Chiller requer uma vazão "baixa", prá que a troca de temp tenha tempo prá ocorrer....

Estou inclinado a fazer o retorno do chiller como no primeiro desenho, voltando pro display, pois mesmo aumentando o fluxo da bomba, consigo regular no registro da derivação, faz sentido?
Do jeito que eu falei que não vai funcionar?
Pode até fazer mas.....................não vai funcionar......
:p:p:p
 

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
2.692
6.626
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
Aí cê bagunçou minha cabeça!! Kkkk...
É só colocar um T, como o azul que eu desenhei.
Uma saída vai pro chiller e outra pro display. Você coloca um registro em cada ramal e controla a vazão individualmente.
O problema e´o retorno do chiller......ela não pode voltar pro mesmo cano de onde saiu......ou ela vai direto pro display......num outro retorno...ou vai pro sump.....

1596026098224.png
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom