Ajuda no tratamento de algas

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#21
Boa tarde pessoal
Já se fazem 21 dias desde a aplicação de 6ml de fluoconazol e 15 dias da segunda dose (3ml) junto com meu reator de fosfato e troca das mídias do RO. A situação ainda encontra muito feia, vou postar umas fotos do aquário para verem. Não tenho observado uma redução das algas, mas também elas não se proliferam muito mais, parece que a situação estabilizou. Amanhã vou testar o fosfato, nitrato e silicato (se tiver o teste na loja), e posto os resultados aqui.

Quais medidas eu devo tormar? Posso aplicar mais uma dose de fluoconazol de 9ml/l? Devo trocas a midia removedora de fosfato? Compensa eu fazer uma TPA? Um apagão? Se colocar um peixe comedor de alga, ajudaria ou é melhor nem tentar?

A situação está me desanimando muito, sempre que vejo meu aquário...

Espero que me ajudem
Obrigado
 

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#22
Seguem as fotos do aquário, uma geral, outras mais próximas e uma do reator de fosfato



Enviado do meu iPad usando Tapatalk
 

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#23
Pessoal, hoje tomei as seguintes providências:
-Fiz uma TPA de 20%;
-Troquei o carvão e o polipropileno do RO, agora a água está saindo totalmente zerada (000);
-Adicionei perlon para reter um pouco das algas em suspensão;
-Troquei as midias do reator de fosfato.

Segundo Mayo, o tratamento dura 14 dias, mas como não teve efeito no meu aquário estou pensando em colocar o copo do skimmer e o carvão para remover o medicamento restante, e depois de uns 3 dias eu retiro o carvão e o copo do skimmer e aplico 9mg/l para ver se resolve o problema das algas. O que acham disso?
 
Last edited:

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#26
Pessoal, hoje já se fazem 4 dias que voltei com o copo do skimmer e um pouco de carvão ativado, com a intenção de remover o medicamento (fluconazol) restante na minha água.
Decidi que irei repetir o tratamento com o fluconazol, após o medicamento ser removido irei retirar o copo do skimmer, carvão e aplicar 10mg/l de fluconazol no aquário assim que as luzes se apagarem, segundo recomendações do Maio.
Eu penso que como dosei o medicamento pela última vez em doses picadas, o remédio não tenha dado efeitos nas algas, já que se tratam de Derbésias (difícil controle) então vou tentar novamente, mas com uma dose única.
Minha dúvida é: Espero mais um tempo com o skimmer e carvão, ou será que o medicamento já foi removido nesse período de tempo? Se sim, vou dosar a nova dose hoje mesmo

Obrigado
 
Likes: Alex Costa
11 May 2015
1.841
5.217
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#27
Pessoal, hoje já se fazem 4 dias que voltei com o copo do skimmer e um pouco de carvão ativado, com a intenção de remover o medicamento (fluconazol) restante na minha água.
Decidi que irei repetir o tratamento com o fluconazol, após o medicamento ser removido irei retirar o copo do skimmer, carvão e aplicar 10mg/l de fluconazol no aquário assim que as luzes se apagarem, segundo recomendações do Maio.
Eu penso que como dosei o medicamento pela última vez em doses picadas, o remédio não tenha dado efeitos nas algas, já que se tratam de Derbésias (difícil controle) então vou tentar novamente, mas com uma dose única.
Minha dúvida é: Espero mais um tempo com o skimmer e carvão, ou será que o medicamento já foi removido nesse período de tempo? Se sim, vou dosar a nova dose hoje mesmo

Obrigado
Eu esperaria pelo menos uma semana prá retomar o tratamento.
Mas me baseando só em "achismo" mesmo.
Acho legal dar um tempo pro sistema "respirar"
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.928
2.850
113
Santana de Parnaíba - SP
#28
Pessoal, hoje já se fazem 4 dias que voltei com o copo do skimmer e um pouco de carvão ativado, com a intenção de remover o medicamento (fluconazol) restante na minha água.
Decidi que irei repetir o tratamento com o fluconazol, após o medicamento ser removido irei retirar o copo do skimmer, carvão e aplicar 10mg/l de fluconazol no aquário assim que as luzes se apagarem, segundo recomendações do Maio.
Eu penso que como dosei o medicamento pela última vez em doses picadas, o remédio não tenha dado efeitos nas algas, já que se tratam de Derbésias (difícil controle) então vou tentar novamente, mas com uma dose única.
Minha dúvida é: Espero mais um tempo com o skimmer e carvão, ou será que o medicamento já foi removido nesse período de tempo? Se sim, vou dosar a nova dose hoje mesmo

Obrigado
A recomendação do Dr José Mayo é de 9 mg/l, não?
 

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.368
113
www.webertini.com.br
#29
Estranho que aparentemente não surtiu nenhum efeito... Algo no processo saiu errado.
Eu refaria o tratamento seguindo exatamente a risca o que o Mayo disse, inclusive se houver citação de marca de comprimido...
 

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#30
Eu esperaria pelo menos uma semana prá retomar o tratamento.
Mas me baseando só em "achismo" mesmo.
Acho legal dar um tempo pro sistema "respirar"
Ok, vou esperar mais uns 2 ou 3 dias para aplicar o medicamento

A recomendação do Dr José Mayo é de 9 mg/l, não?
Desculpe, me equivoquei, realmente é 9mg/l

Estranho que aparentemente não surtiu nenhum efeito... Algo no processo saiu errado.
Eu refaria o tratamento seguindo exatamente a risca o que o Mayo disse, inclusive se houver citação de marca de comprimido...
Pois é, achei bem estrano mesmo, penso que foi por conta das doses picadas... Já comprei o fluconazol, o da marca “IFarma”. Será que os medicamentos são diferentes de acordo com a marca? Acho que não...
Se forem, compro os da marca recomendada pelo Mayo
 
Likes: Eduardo Dias

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#32
Boa noite pessoal
Bom, há mais de um mês fiz a aplicação de uma dose de fluconazol no meu aquário devido às algas que estão fortemente presentes aqui, como podem ver nas imagens que postei acima. Nessa primeira tentativa, não obtive nenhum resultado, mas achei que foi por conta das doses fracionadas que erroneamente apliquei. Com isso, retirei todo o medidamento com a volta do skimmer e carvão por uma semana e refiz o tratamento, dessa vez seguindo a risca TODOS os passos recomendados pelo @Jose Mayo em seu post sobre algas e fluconazol. Agora já se passaram mais de 15 dias e não obtive melhora alguma com as algas! Além disso, coloquei um reator de fosfato, troquei as midias do meu RO, fiz testes na água, reduzi o fotoperíodo, mas nada ajudou, nem deu sinal de melhoras no combate às algas.
Sábado passado, fiz um teste de fosfato, e segundo o teste da Hanna, estava em 0,28. Mas, como não tenho este teste aqui em, casa, tive que levar a água para testar em uma loja, e tenho medo dos resultados terem sido alterados, pois levei em um copo aqui de casa normal, sem ser descartável, já que a umas 2 ou 3 semanas atrás, sem o reator ainda, o teste acusou o fosfato em 0,16. Vou refazer esse teste levando a água em um recipiente descartável e livre de qualquer substância.
Agora não sei o que fazer, a situação está feia aqui e não tem tido melhoras... Amanhã posto fotos da situação atual do meu reef. Se alguém puder me ajudar, agradeço demais
@Jose Mayo @Alex Costa @Júnio Melo @Leo Carvalho @Eduardo Dias @Gustavo Morábito @André Bertini @Marcio Gielfi
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.928
2.850
113
Santana de Parnaíba - SP
#33
JPedro

Esse valor de fosfato é bastante alto, ainda que tenha alguma margem de erro. E o nitrato, está a quanto?

Seria importante entendermos por que está tão alto. Qual sua rotina de alimentação? Quantos peixes tem?

Nos informe quais alimentos coloca e mande uma foto da quantidade que adiciona diariamente sobre uma colher de café.

Mande uma foto do seu filtro RO/DI.

Qual sal utiliza?

Sua iluminação e fotoperíodo?

Você mora aonde? Se for São Paulo poderia me trazer uma amostra dessas algas para avaliação em microscópio.

É muito estranho a dosagem correta de fluconazol não fazer qualquer efeito.

Quantos comprimidos usou?

Quantos litros tem seu aquário?

Me estranha um pouco também esse substrato tão branco e as algas concentradas apenas nas rochas.
 
Likes: Marcio Gielfi

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.527
4.422
113
São Paulo -SP
#34
JPedro, vale lembrar que o teste dá como resultado, a diferença entre o fosfato que entrou menos o que foi consumido, logo , se com todas estas algas, mais mídia removedora de fosfato ( qual voce está usando e quanto ?) ainda sim está sobrando fosfato, é sinal de que está entrando muito fosfato.

A maior fonte de fosfato é a alimentação. O fosfato que entra precisa ser diminuído, que tipo de alimentação voce tem dado para os peixes ?
Tem usado algum alimento para corais ou suplemento ?

Meça o fosfato na saída do seu RO/DI para termos certeza de que ele não está contribuindo com fosfato.
Importante sabermos a quantas anda seu nitrato.

Concordo com voce que é necessário atacar a causa, não dá para viver de aplicação de fluconazol, mandei uma mensagem para o Dr. Mayo, ele é o expert em algas, e nem todas as algas são combatidas com fluconazol.
 

Jose Mayo

Moderator
Staff member
10 August 2014
2.402
2.949
113
Rio de Janeiro
www.reefclub.com.br
#35
Bom dia JPedro!
Vejo nos posts acima que os companheiros já mapearam boa parte dos problemas e soluções... de fato, se com todas essas algas e mídias removedoras de fosfato ele ainda é detectável, e em níveis muito altos (o alvo a alcançar é em torno de 0,03 ppm, no máximo), a leitura disso é que algo ou alguma coisa está deixando os teus parâmetros muito alterados... seria interessante você descrever a tua rotina de cuidados e rodar uma série de testes, especialmente dos nutrientes nitrato e fosfato, mas também da alkalinidade, do potássio e do magnésio, que interferem bastante, e positivamente (para elas), no metabolismo das algas.

A ideia do Eduardo Dias, se colocando à disposição para observar ao microscópio as algas do teu aquário, é fundamental no deslinde da aparente resistência ao Fluconazol. Dessa simples observação, e sem nenhuma dificuldade, é possível verificar se a estrutura do filamento dessas algas possui divisões celulares verdadeiras (aspecto de talo de bambu), ou falsas (não se observam as divisões dos gomos, como no bambu). No primeiro caso seriam algas multicelulares, do tipo da Chaetomorpha sp, da Cladophora sp e da Cladophoropsis sp, todas pertencentes à familia Cladophoraceae e muito resistentes, ou imunes, ao Fluconazol. No segundo caso (sem verdadeiras divisões celulares), seriam algas da extensa ordem Bryopsidales, que inclui a própria Bryopsis sp (muito sensível) e a Derbésia sp (um pouco mais resistente, mas sensível).

Outra coisa importante a ter em conta é a iluminação (especialidade do mestre Márcio Gielfi), já que, pelas particularidades do seu mecanismo de ação, o Fluconazol somente vai agir NO CRESCIMENTO da alga, ao alterar a composição e resistência da sua parede celular ao meio ambiente, bloqueando a síntese de um lipídio estrutural presente na parede celular; O que ocorre é que alguns tipos de algas, especialmente as cenocíticas, que são as algas cujas estruturas não possuem divisões celulares verdadeiras, funcionando na prática como algas unicelulares, quando sofrem o dano imposto às pontas de crescimento, pelo Fluconazol, toda a alga fica comprometida. Já nas algas multicelulares, mesmo que as paredes das suas pontas de crescimento sejam alteradas pelo Fluconazol, as paredes das outras células (que estão já formadas e íntegras), não o são, ou seja, nesses casos o Fluconazol queima as pontas (a alga não cresce), mas não elimina a alga.

Do dito, para que a alga morra por efeito do Fluconazol ela precisa crescer, por isso a iluminação adequada ao crescimento da alga ajuda a matá-la. Se a alga começa começa a crescer e morre, caso da Bryopsidales, é tranquilo supor que se trata de uma alga que se comporta como unicelular e o Fluconazol teve efeito algicida (matou de morte matada), mas se a alga para de crescer, mas não morre, devemos supor que é uma alga multicelular e, nesses casos, o Fluconazol funciona como algistático (apenas paralisa o crescimento, mas não mata). A segunda condição vai demandar a retirada manual das algas, sob pressão da ação do Fluconazol, servindo este para que aquelas não rebrotem e para que os seus esporos não sejam viáveis.

Quanto aos parâmetros, se não forem controlados vão dar condições, não só a manutenção das algas residuais, como à reinfestação por algas, do aquário, sejam as remanescentes não alcançadas pelo tratamento, ou vindas da atmosfera (esporos em aerossóis), ou de qualquer coisa molhada que você coloque no aquário.

Esperando haver ajudado,

Forte abraço!
 

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#37
Boa tarde pessoal
Primeiramente queria agradecer a todos que responderam e me ajudaram, muito obrigado mesmo!
Bom, vou respondendo as mensagens e perguntas de cada um por partes:
JPedro

Esse valor de fosfato é bastante alto, ainda que tenha alguma margem de erro. E o nitrato, está a quanto?

Seria importante entendermos por que está tão alto. Qual sua rotina de alimentação? Quantos peixes tem?

Nos informe quais alimentos coloca e mande uma foto da quantidade que adiciona diariamente sobre uma colher de café.

Mande uma foto do seu filtro RO/DI.

Qual sal utiliza?

Sua iluminação e fotoperíodo?

Você mora aonde? Se for São Paulo poderia me trazer uma amostra dessas algas para avaliação em microscópio.

É muito estranho a dosagem correta de fluconazol não fazer qualquer efeito.

Quantos comprimidos usou?

Quantos litros tem seu aquário?

Me estranha um pouco também esse substrato tão branco e as algas concentradas apenas nas rochas.
1.Meu nitrato, medi juntamente com o teste de fosfato que deu 0,16, e nesse dia estava marcando 1 no teste da red sea pro;
2.Alimento meus peixes 1x por dia, por volta das 20:30 antes das luzes se apagarem. Sobre os peixes, tenho 2 ocellaris comuns, uma donzela kupang, firefish, radiatus wrasse, yellow watchman e um camarão bailarino (invertebrado);
3. Alimento meus peixes com um mix de ração, sendo composto por Poytara Marinho dia a dia, Thera +A, Dr Bassler Regular e Sera GVG-Mix. Depois desse post mando a foto da colher de café com a ração;
4. Também vou mandar a foto do RO depois desse post;
5. Utilizo um sal da Seachem, o Vibrant Sea;
6. A minha luminária é uma Watt Shine de 180W, uma chinesa mesmo, mas para não ficar tão forte, uso os leds em uma potência bem baixa, quase no mínimo, por um total de 7h e 30 minutos;
7. Não moro em SP, infelizmente. Mas, caso fosse necessário, posso comprar um microscópio de computador nor mercado livre, será que funciona?;
8.Sim, achei bem estranho mesmo, pois muitas pessoas obtiveram sucesso com ess tal medicamento;
9.Utilizei 7 comprimidos, contendo 150mg cada um, dando um total de 1050mg, quase 9mg/l;
10.Meu aquário mais o sump dá um total de 120 litros;
11.Sim, as algas se concentram quase 100% nas rochas, quase nada no substrato.
 

JPedro

Active Member
1 September 2018
179
103
43
#39
JPedro, vale lembrar que o teste dá como resultado, a diferença entre o fosfato que entrou menos o que foi consumido, logo , se com todas estas algas, mais mídia removedora de fosfato ( qual voce está usando e quanto ?) ainda sim está sobrando fosfato, é sinal de que está entrando muito fosfato.

A maior fonte de fosfato é a alimentação. O fosfato que entra precisa ser diminuído, que tipo de alimentação voce tem dado para os peixes ?
Tem usado algum alimento para corais ou suplemento ?

Meça o fosfato na saída do seu RO/DI para termos certeza de que ele não está contribuindo com fosfato.
Importante sabermos a quantas anda seu nitrato.

Concordo com voce que é necessário atacar a causa, não dá para viver de aplicação de fluconazol, mandei uma mensagem para o Dr. Mayo, ele é o expert em algas, e nem todas as algas são combatidas com fluconazol.
Sim, concordo plenamente com você que está entrando fosfato por algum meio aqui. Estou utilizando a mídia removedora de fosfato da Ocean Tech, o Phos Out, mais ou menos uns 80ml em um reator caseiro que mandei foto alguns posts atrás.
Sobre a alimentação, dou um mix de ração, sendo composto por Poytara Marinho dia a dia, Thera +A, Dr Bassler Regular e Sera GVG-Mix, essas que estão na foto do último post. Uso sim alimentos para corais, que seria o Reef Roids, uma porção recomendada a cada 15, 20 dias
Como não tenho teste de fosfato aqui em casa, vou levar na loja para testar tanto a água do RO quanto a do aquário novamente e posto os resultados aqui. Meu nitrato está em 1, mas vou repetir o teste para ver se não mudou desde a última vez que testei.
Por fim, queria te agradecer por ter mandado a mensagem para o @Jose Mayo, realmente ele entende MUITO sobre o assunto!
 

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.527
4.422
113
São Paulo -SP
#40
Estou utilizando a mídia removedora de fosfato da Ocean Tech, o Phos Out, mais ou menos uns 80ml em um reator caseiro que mandei foto alguns posts atrás.
Eu não tive boas experiencias com esta marca, nunca usei o removedor, mas para ter certeza que ele funciona, pega um pouco de água do seu aquário e joga um pouco deste removedor na mesma proporção de voce usa no seu aquário, pode ser um copo mesmo, mexe com uma colher de vez em quando e quando levar a água para testar, testa esta ai para ver se zerou.

Porque está estranho ter removedor, este tanto de algas e ainda sim detectar o fosfato.

Veja também qual a marca de teste que a loja usa.

Seu nitrato está um pouco baixo em relação ao fosfato, mas acho que dá para voce usar carbono para reduzir nitrato e fosfato , e depois voce volta com o removedor para tirar o que está sobrando de fosfato.
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom