Sobre Algas Valônias

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.340
113
www.webertini.com.br
#1
Tenho alguns focos de alga valônia e gostaria de tirar umas dúvidas.
Ainda é algo que não saiu de controle, vez ou outra eu faço um pente fino e retiro as mais fáceis, devo me preocupar com elas?
É mito ou verdade que se estourar as bolhas elas se proliferam mais rapidamente?
Em local de difícil acesso ou dificuldade de remoção sem estoura-las devo deixar lá ou tentar remover mesmo estourando algumas?
O caranguejo mitraculos come? Se sim, como ele come sem estourá-las?
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.005
8.771
113
#2
Ainda é algo que não saiu de controle, vez ou outra eu faço um pente fino e retiro as mais fáceis, devo me preocupar com elas?
Sim, se preocupe demais pq elas se proliferam rapidamente e mais rapidamente ainda entopem bombas de circulação, registros de encanamento, etc.

É mito ou verdade que se estourar as bolhas elas se proliferam mais rapidamente?
é verdade.

Em local de difícil acesso ou dificuldade de remoção sem estoura-las devo deixar lá ou tentar remover mesmo estourando algumas?
remove tudo cara, sem excessão. Não entra nessa de que tá difícil de chegar lá não. O negócio é removê-las.

O caranguejo mitraculos come? Se sim, como ele come sem estourá-las?
Ele estoura, porém, ele mesmo vai comendo os demais focus. Outro predador natural é um fox face, além de ser um peixe bonito, pouco/nada territorialista, também serve ficar comendo algas, vale a pena tentar.

Agora, vale a pensa vc se preocupar em saber como elas entraram no seu aqua. (Y)
 

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.340
113
www.webertini.com.br
#4
Naso... huummm :Wub

Vieram em bases de corais, certeza.
Mas como vou remover sem estourar? Tem um foco dentro de uma cova da rocha. O naso vai ter que esperar por enquanto.
É sério que elas estão "sob controle", faço o pente fino bem espaçadamente.
 
Likes: 2 people

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
1.591
4.776
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#5
André,

Já vi alguns casos de aquários que foram desmontados por causa desse tipo de alga e, quando eu escrevo alguns, leia: MUITOS. rsrsrsrsrs
Então é motivo sim prá se preocupar.

Sobre a remoção total, quando chega nesse ponto em que você cita de começarem a nascer dentro das rochas,não tem muito mais o que fazer além de controle, que é o que você já está fazendo.
Você vai ter de conviver com elas daqui prá frente ou desmontar e clorar as rochas.
E mesmo assim corre o risco de elas voltarem pois como o Euler comenta, elas nascem na tubulação, nas caixas de overflow, no sump, etc.......então depois de instaladas, só clorando TUDO é que você vai garantir que elas foram eliminadas por completo.

Predadores naturais têm sempre uma eficiência incerta.
Um amigo que desmontou o sistema por conta delas tinha 1 fox face e uns 8 tangs, entre Powder Blue, Purple, Yellow, Sailfin, etc.....
Nenhum deles comia.......
Ele leu que o desjardini era aposta certa. Comprou um e.........................nada!

O mesmo vale prá caranguejo mithraculus. Tem gente que coloca 1 e resolve. Tem gente que coloca 1 e não resolve. E tem gente que coloca 1 e ele acha que os corais são mais apetitosos que as valônias. :DD:DD:DD:DD
Esse mesmo amigo que precisou desmontar colocou, depois do desjardini, 2 mithraculus, sem resultado positivo.

O lado bom dessa coisa toda é que em alguns sistemas elas não tem uma taxa de desenvolvimento que faça elas se tornarem pragas.
Desde que se faça um controle contínuo.
O problema é que esse controle sempre se limita aos locais aonde temos acesso
 

Alex Costa

Moderator
Eu apoio o ReefClub!
11 May 2015
1.591
4.776
113
Itupeva - SP
www.flickr.com
Instagram
nimrod1971
#6
O caranguejo mitraculos come? Se sim, como ele come sem estourá-las?
Eu sempre me divirto com tópicos sobre valônias porque tem sempre 2 recomendações BÁSICAS e IMPORTANTÍSSIMAS a respeito de como controlar/eliminar:

1- Não estoure as bolinhas.
2- Coloque um caranguejo Mithraculus.

E aí eu fico imaginando o caranguejo, removendo com cuidado bolinha por bolinha da rocha e colocando ela inteira na boca, como se fosse uma uva.....Tudo com muito cuidado prá não estourar nenhuma.....:Rotfl2:Rotfl2:Rotfl2:Rotfl2
Porque essa é a única chance das 2 coisas acontecerem em conjunto....

Quando se opta por esse tipo de controle a eficiência se baseia na possibilidade do consumo ser maior que a produção, ou seja, o caranguejo vai comer, elas vão estourar, liberar esporos e se reproduzir, mas o caranguejo vai comer as mudas novas na sequência até chegar no ponto em que não haja mais algas.
 
Likes: 2 people

Luiz Motter Neto

Well-Known Member
22 February 2016
919
756
93
40
Caxias do Sul - RS
#7
tive algumas no aquario, as que não conseguia remover a rocha, tirava com cuidado, umas 2 estouraram dentro, mas graças a Deus tudo sobre controle..

já pensou em usar uma manguerinha fina para ir sugando elas caso estourem... faça isto antes de uma TPA.
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.005
8.771
113
#8
Mas como vou remover sem estourar? Tem um foco dentro de uma cova da rocha.
Você vai ter de conviver com elas daqui prá frente ou desmontar e clorar as rochas.
Só reforçando o que o Alex falou acima, você poderia conviver com o problema por um curto espaço de tempo se removesse rocha por rocha e fosse dando banhos de peróxido de hidrogênio nelas. O peróxido é menos agressivo que o cloro, e eliminaria somente as algas (as algas como um todo), aí iria retornando as rochas pro aquário numa boa.

Enfim, é algo a se pensar e manter em seu radar.

Abs!
 

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.340
113
www.webertini.com.br
#10
Se vcs estão dizendo pra eu me preocupar eu vou sim.
Tecnicamente a questão de remover as rochas e clorar é fácil pois só tenho duas, mas operacionalmente elas são grandes e preciso retirar a tampa do aquário, sem contar alguns corais que estão nessas rochas.
 
16 Outubro 2014
402
227
43
52
Lagoa Santa/MG
#12
@André Bertini, quando comento minha "técnica", a maioria torce o nariz, mas foi assim que acabei com as minhas ...

Retiro a rocha, pingo uma gota de cloro puro apenas sobre a bolha, espero ficar branca e volto para o aquário.

Assim a quantidade de cloro é ínfima e você não perde a biologia que já existe na rocha.

Se dá para tirar, pode fazer assim que dá certo. Mesmo nos locais de difícil acesso, com uma pipeta, ou um conta-gotas é possível pingar o cloro apenas na bolha ...
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.005
8.771
113
#14
@Edimar Oliveira o peróxido de hidrogênio faz exatamente o que você quer, que é matar a alga e deixar a biologia viva.

Vc pega de 3 a 4 partes de água do aquário e mistura com 1 parte de 3% peróxido de hidrogênio e deixa a rocha alí de molho por uns 5 minutos. Depois disso coloca a rocha em outro recipiente com água do aquário e uma bombinha, e deixa por uns 15 minutos pra "lavar" a rocha.

Abs!
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.005
8.771
113
#16
Ontem me passou pela cabeçar cobrir essas áreas com durepox, será que vira?
Não acho que é uma boa "enterrar" o problema não, ele sempre volta a tona.

Cloro não é a mesma coisa que água sanitária né?
Não, água sanitária/cândida é o cloro só que bem mais diluído em água.

Você pode comprar cloro em casas que vendem materiais pra piscina.

Já o peróxido de hiddrogênio vc pode comprar em farmácias pelo famigerado nome de "água oxigeneda". :p

Cuidado extremo ao manipular os dois. Cloro solta gases no ambiente que pode ser altamente tóxicos. Sem contar que pode cegar e tudo mais, enfim, cuidado.
 
Likes: 2 people

Edgar Ashiuchi

Well-Known Member
7 February 2016
364
1.181
93
Sobradinho-DF
#18
Tive sorte dos focos de valônia terem aparecido em rochas pequenas.
Tirei a rocha e removi mecanicamente os focos sem estourar as bolhas com um canudinho cortado em 45º.
Depois fiz o banho com água oxigenada e devolvi para o aquário.
Até agora estou controlando bem e faz várias semanas que não vejo outro foco.
Agora vou ali bater na madeira, porque falar nelas dá azar!

Meu problema atual é com cianos que tenho quase certeza ter sido pela qualidade da água de reposição.
 
Likes: 2 people
1 December 2016
34
1
8
São Paulo - SP
#20
Não acho que é uma boa "enterrar" o problema não, ele sempre volta a tona.


Não, água sanitária/cândida é o cloro só que bem mais diluído em água.

Você pode comprar cloro em casas que vendem materiais pra piscina.

Já o peróxido de hiddrogênio vc pode comprar em farmácias pelo famigerado nome de "água oxigeneda". :p

Cuidado extremo ao manipular os dois. Cloro solta gases no ambiente que pode ser altamente tóxicos. Sem contar que pode cegar e tudo mais, enfim, cuidado.
Por favor, estou também com infestação de valônias no meu aquário de 200 litros e estou procurando os tópicos relacionados ao assunto.

Já tentei colocar caranguejo mithraculus, mas os dois que eu tive não duraram muito (não sei a causa da morte).

Outras opções que tenho lido, além da remoção manual que faço toda semana, são:
- peixes foxface ou desjardini: ficariam grandes no aquário, mas posso trocá-los quando isso acontecer
- filtro UV
- redução de fosfato: phosban, phosguard, NoPox etc...

Li aqui e estou pensando nos banhos de cloro e água oxigenada, mas as minhas rochas têm, além da microbiologia, também alguns corais (green star polyps, mushrooms, mush green hair).

Os banhos podem prejudicar esses corais, certo?

Agradeço qualquer ajuda!

Abs
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom