Pragas intermináveis.

13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#1
Boa tarde pessoal,

Primeiramente queria agradecer ao convite do André Bertini, amigo aqui de perto e do Euler, que não tive o prazer de conhecer, mas que me convidou a abrir o tópico no fórum. Fico muito satisfeito em encontrar pessoas que ainda frequentam os fóruns, afinal é uma fonte de informação que fica salva, e não momentânea como no Whatsapp. Enfim, sem mais delongas, vamos ao tópico.

Possuo um reef de 250 litros montado em fevereiro de 2018, o qual foi o sucessor de um boyu tl 550, que permaneceu montado por mais de um ano. Dele, aproveitei 18 kg de Samoa Pink, e 18kg de rochas zansibar, alem dos animais.

Para completar o substrato, comprei na net uma caixa de Filipine Pink, porém como já havia vendido o Boyu, fiquei sem lugar para os animais e os Correios estavam mega atrasados, por isso não consegui esperar o substrato novo chegar e acabei comprando mais 10 kg de Samoa Pink usada que não sei a procedência, e mais 10Kg de aragonita nova.

Pois bem, aquário montado, tudo em ordem, nenhuma perda. Porém, hoje, com mais de um ano de aquário e rochas maturadas a mais de dois anos vivo lutando com pragas, ainda não consigo manter o substrato limpo, sempre tem alguma alga esquisita, pequenos focos de ciano verde, dinoflagedos e etc. Ressalto que tudo isso está sob controle, já passei pelos surtos e consegui resolver, graças aos vídeos do Léo Cardoso e ajuda de outros amigos. Então, estou pensando seriamente em desmontar o reef pra trocar o substrato e tirar isso da cabeça. Criei o tópico pra dividir isso com vocês e se alguém já tiver tido a experiência de "substrato podre" poder compartilhar comigo.

Como com certeza alguém vai perguntar, vou descrever a rotina com o aquário.
- TPA mensal de 20 % sempre com água de alta qualidade (RO) montado sob inspeção do Químico Jerônimo e manutenções periódicas feitas por mim.Atualmente utilizo sal aquaforest Probiotic.
- reposição de elementos por balling, testes semanais.
- sim, já fiz diversos testes de nitrato, fosfato e sempre estão quase zerados, como tenho poucos peixes, os nutrientes nunca foram problema, por isso acredito q seja algo guardado no substrato mesmo.
- não uso mídias biológicas e nenhuma outra, sump absolutamente limpo, sem refúgio, apenas com o Buble Magus 5.5, e o UV de 18 watts que comprei quando tive o surto de dinoflagelados.

Segue as fotos do aquário, corais 100% saudáveis, crescendo. Apenas o substrato matando o visual mesmo.

WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.27.jpeg WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.27 (1).jpeg
WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.57 (1).jpeg WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.27 (2).jpeg WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.27 (3).jpeg WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.28.jpeg WhatsApp Image 2019-04-13 at 16.29.28 (1).jpeg
 

Attachments

André Bertini

Well-Known Member
12 Novembro 2014
4.515
4.335
113
www.webertini.com.br
#2
@Euler Kernighan este é o tópico do aquário que estávamos conversando.

Como já comentei com o Matheus, penso que a melhor opção seja colocar um 100% novo pq se tratar este substrato antigo, qualquer problema que der novamente ele sempre será o vilão, mesmo não sendo o causador. Trocar de substrato elimina aquela pulguinha atrás da orelha.
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.699
2.547
113
Santana de Parnaíba - SP
#3
Matheus

Às vezes acho que aquele substrato branco, sem um pontinho sequer só existe em duas situações, ou o aquário acabou de ser montado ou o dono tira o substrato para lavar. Não há como um aquário ser saudável sem algumas algas, elas fazem parte do sistema e do seu equilíbrio.

Se elas estão aí, algum nutriente para elas existe. Por outro lado, você tem certeza que esses nutrientes estão rigorosamente sob controle.

Vou lhe dar algumas sugestões que deram certo para mim:
- reveja sua iluminação, verdes e vermelhos costumam fazer as algas felizes se encontram o ambiente certo. Foto período muito longo também não ajuda.
- se faz TPA mensal, experimente por uns 3 meses fazer semanal em menor quantidade. Nessa ação, faça uma sifonagem superficial revolvendo levemente a camada superior do substrato.
- entre com uma fonte de carbono bem devagar (pode usar pequenas doses de açúcar, vodka ou "Nopox"), você sabe onde procurar informações a respeito.
- você usa um bom sal, a Aquaforest tem toda uma metodologia em cima desse produto e se seus complementos que vale a pena dar uma estudada. Por outro lado, o fabricante não recomenda o uso de ozônio ou UV com esse sal.
- num aquário desse tamanho um bom ATS pode levar as algas para um lugar mais adequado para você que o substrato.

Se ainda assim está desconfiado do substrato, tire uma amostra, deixe de molho em água RO/DI e meça ao longo de uns dias o que sai nessa água.

Ainda outra alternativa é tratar esse substrato numas 3 ou 4 etapas, removendo e tratando porções de cada vez.
 


13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#4
Bom dia Eduardo, obrigado por interagir com o tópico.

Vamos lá, ter o substrato sempre branquinho é algo meio surreal mesmo, porém o problema aqui é desde que montei ele nunca ficou livre de pragas, terminava uma começava outra.. e na maior parte das vezes não foram apenas pequenos focos, mas sim na maior parte do substrato.
Quanto a tpa semanal, seria inviável pra mim pelo tempo, vou tentar fazer quinzenal.
O UV foi o que me ajudou no combate aos dinoflagelados, que tomaram conta do meu substrato inteiro por meses, nunca me atentei a essa recomendação da aquaforest quanto ao uso do equipamento.. inclusive conheço outros amigos q usam UV e tbm o mesmo sal.
Voltando ao substrato, a ideia de trocar é eliminar um possível causador desses problemas.. já que parte dele não sei de onde veio e nem o que fizeram. Se for pra mexer, prefiro trocar tudo do que tratar, vai dar trabalho do mesmo jeito e pelo menos sei que estou colocando algo novo.
Quanto ao ATS, pensei em instalar um mesmo.. Mas ele não deixaria a água ainda mais pobre de nutrientes ao ponto de prejudicar os corais ?

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 
13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#5
Em tempo,

Minha luminária possui sim Leds vermelhos e verdes, porém estão desligados a muito tempo. Atualmente só utilizo branco 10 mil k, azul e uv. O fotoperiodo e potência foram resultado de muitos testes, no começo meus corais perderam cor, até que fui diminuindo a potência até chegar em um ponto legal.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 
Likes: Eduardo Dias

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.348
4.149
113
São Paulo -SP
#6
Se voce tem mais de um tipo de alga ao mesmo tempo é um bom sinal.
Pelas fotos não achei que a coisa está fora de controle.

Pelo que entendi nem metade do substrato era usado, seja no seu boyu, seja vindo de um desmonte. Trocar todo o substrato não pode ser feito de uma vez, voce vai ter que dividir esta tarefa em pelo menos 3 fases e sempre há riscos.

Eu seguiria a recomendação do Eduardo e testaria o substrato primeiro. Pegaria 2 porções de pontos diferentes, pois em uma das fotos vi um substrato tão branco que dá a impressão que é bem novo.

Hoje a quantas anda fosfato e nitrato no aquário e na água de reposição?
Já fez teste se silicato na água de reposição ?
 
Likes: Eduardo Dias
13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#7
Como eu disse antes, minha água é de qualidade, já fiz testes de silicatos sim, sou metódico com o RO, só uso mídias de qualidade e faço manutenções frequentes, coisa que pouquíssima gente faz. Tudo que eu podia fazer foi feito, por isso só resta mexer no substrato. Quem acompanha de perto meu aquário sabe.

Quanto ao substrato usado, acho q vc se enganou Marco, como eu disse, dos 38kg total que tenho, apenas 10 kg comprei novo. 18 kg vieram do meu boyu (comprei novo na época, mas foi mais de um ano de aquário com água de má qualidade, pois na época eu ainda não tinha o RO, e as lojas da minha cidade não fornecem água). E os outros 10 kg foram de um desmonte que não sei a procedência.

Estou pesquisando substratos, se alguém tiver alguma dica agradeço. Estou interessado no ocean tech pelo custo benefício. Pois Samoa Pink está inviável.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 
11 March 2018
188
118
43
#8
Bom, @Matheus Peixoto tudo que o @André Bertini , o @Eduardo Dias e o @Marcio Gielfi já falaram faz sentido. E eu não conheço o seu aquário pessoalmente então fica um pouco difícil opinar. De qualquer forma de modo geral está bom e bonito. E na minha opinião se os corais e os peixes e invertebrados estão bem eu acho que não deveria se preocupar tanto com focos de algas. Até porque as algas fazem parte de um aquário marinho e não há como eliminá-las. O importante como apropriadamente disse o Márcio Gielfi se você tem vários tipos de algas é porque elas estão competindo entre si e se não há predomínio de nenhuma delas, o sistema se equilibra naturalmente. O importante é que não haja descontrole sobre as algas, mas algas todo aquário marinho tem. Acredito que só se você tivesse um aquário do tipo "fish only" e não usasse iluminação é que não teria muitas algas.
Então acho que seu sistema está equilibrado.

Você precisaria informar como é a circulação no seu aquário, quantas bombas de circulação tem e como elas estão posicionadas. E como disse o Eduardo se as algas estão aí é porque existe nutrientes para elas. E você informa que nitrato e fosfato estão zerados, mas o que pode ocorrer é que as algas estão utilizando esse nitrato e fosfato. Ou seja em teoria seu fosfato e nitrato podem estar altos, mas as algas consomem esse nitrato e fosfato e quando você faz o teste dá zerado.

Qual luminária você usa e qual é o seu fotoperíodo? Há algum tempo tive um foco grande de ciano e tive que usar Red Slime. Mas depois retirei todo o substrato e clorei e depois de alguns dias coloquei todo o substrato de volta. Detalhe se você tirar todo o substrato de uma vez(que foi o que eu fiz) vai haver um desequilíbrio de bactérias e você vai ter que utilizar bastante biodigest para compensar a falta das bactérias que estavam no substrato.

No meu caso há cerca de dez dias eu troquei o meu aquário de 200 litros que montei também em fevereiro/2018 por um aquário de 450 litros. Usei substrato novo, 200 litros de água do aquário antigo e 250 litros de água nova. Use o Prodibio Start Up(10 ampolas de Stop Ammo Start+ 10 ampolas de Biodigest Start) e após 12 horas liguei o skimmer e transferi os 10 peixes que tenho e os corais. Sem problemas com amônia ou nitrito.

Se quiser começar do zero pode utilizar o sistema que eu usei que é baseado nesse vídeo da Help Reef
Eu testei aqui em casa e funciona realmente. Isso se você quiser começar do zero. Ou pode retirar todo o substrato e clorar(não esquecendo de adicionar Biodigest ao aquário) e depois voltar o substrato ao aquário. Eu acho que algas não estão descontroladas no seu aquário, mas se quiser pode clorar o substrato e depois voltar ao aquário. A decisão é sua.
 
13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#9
Boa noite Maurio,
primeiramente obrigado por interagir e compartilhar sua experiência.

Faz tempo que tenho aquário marinho e sei que as algas sempre estarão presentes, mas aqui as coisas sempre extrapolam. Desde que montei sempre estou lutando contra algo. Sei que aquário é natureza e natureza não tem regras, mas tenho amigos que montaram aquários na mesma época que o meu, inclusive um que forneço água do meu RO, e nunca teve metade dos problemas que tive. Por isso acho que eu trouxe algo de ruim com o substrato usado, já iniciei o sistema de forma errada, então esse desmonte serviria não só pra trocar o substrato, mas pra corrigir o layout tbm, deixar mais Clean, desfazer de alguns corais e etc.

De circulação tenho uma Jebao rw 8 (8000 litros/hr) e uma SB 2000 no recalque.

Iluminação tenho uma luminária fabricada aqui mesmo, por um rapaz engenheiro elétrico que já fábrica luminárias a bastante tempo e pra muita gente, luminárias de qualidade, acredito nele que conseguirá entrar no mercado em breve.
A luminária tem 5 canais, controlados por um tc 420, que programei com bastante cuidado e muitos testes. (Posso postar fotos da luminária, se for permitido e tiverem interesse em vê-la).

Quanto ao método, estou pensando em aproveitar o máximo de água que conseguir. Deixar os corais com um amigo e os peixes em um aquário que vou pegar emprestado. Montar tudo de novo, jogar biodigest e bioptim, aguardar uma semana e voltar com os animais.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.699
2.547
113
Santana de Parnaíba - SP
#10
Bom dia Eduardo, obrigado por interagir com o tópico.

Vamos lá, ter o substrato sempre branquinho é algo meio surreal mesmo, porém o problema aqui é desde que montei ele nunca ficou livre de pragas, terminava uma começava outra.. e na maior parte das vezes não foram apenas pequenos focos, mas sim na maior parte do substrato.
Quanto a tpa semanal, seria inviável pra mim pelo tempo, vou tentar fazer quinzenal.
O UV foi o que me ajudou no combate aos dinoflagelados, que tomaram conta do meu substrato inteiro por meses, nunca me atentei a essa recomendação da aquaforest quanto ao uso do equipamento.. inclusive conheço outros amigos q usam UV e tbm o mesmo sal.
Voltando ao substrato, a ideia de trocar é eliminar um possível causador desses problemas.. já que parte dele não sei de onde veio e nem o que fizeram. Se for pra mexer, prefiro trocar tudo do que tratar, vai dar trabalho do mesmo jeito e pelo menos sei que estou colocando algo novo.
Quanto ao ATS, pensei em instalar um mesmo.. Mas ele não deixaria a água ainda mais pobre de nutrientes ao ponto de prejudicar os corais ?

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
Água "pobre" você dosa os nutrientes, de maneira planejada e controlada. Pode fazer isso escolhendo um método como Red Sea, Korallen Zucht, Aquaforest, entre outros.
 
Last edited:

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.699
2.547
113
Santana de Parnaíba - SP
#11
Boa noite Maurio,
primeiramente obrigado por interagir e compartilhar sua experiência.

Faz tempo que tenho aquário marinho e sei que as algas sempre estarão presentes, mas aqui as coisas sempre extrapolam. Desde que montei sempre estou lutando contra algo. Sei que aquário é natureza e natureza não tem regras, mas tenho amigos que montaram aquários na mesma época que o meu, inclusive um que forneço água do meu RO, e nunca teve metade dos problemas que tive. Por isso acho que eu trouxe algo de ruim com o substrato usado, já iniciei o sistema de forma errada, então esse desmonte serviria não só pra trocar o substrato, mas pra corrigir o layout tbm, deixar mais Clean, desfazer de alguns corais e etc.

De circulação tenho uma Jebao rw 8 (8000 litros/hr) e uma SB 2000 no recalque.

Iluminação tenho uma luminária fabricada aqui mesmo, por um rapaz engenheiro elétrico que já fábrica luminárias a bastante tempo e pra muita gente, luminárias de qualidade, acredito nele que conseguirá entrar no mercado em breve.
A luminária tem 5 canais, controlados por um tc 420, que programei com bastante cuidado e muitos testes. (Posso postar fotos da luminária, se for permitido e tiverem interesse em vê-la).

Quanto ao método, estou pensando em aproveitar o máximo de água que conseguir. Deixar os corais com um amigo e os peixes em um aquário que vou pegar emprestado. Montar tudo de novo, jogar biodigest e bioptim, aguardar uma semana e voltar com os animais.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
Acredito que já tenha tomado sua decisão.

Faça essa operação com cuidado, calma e acompanhamento de bons testes. Se precisar de alguma ajuda extra conte com os amigos aqui.
 
11 March 2018
188
118
43
#12
Boa noite Maurio,
primeiramente obrigado por interagir e compartilhar sua experiência.

Faz tempo que tenho aquário marinho e sei que as algas sempre estarão presentes, mas aqui as coisas sempre extrapolam. Desde que montei sempre estou lutando contra algo. Sei que aquário é natureza e natureza não tem regras, mas tenho amigos que montaram aquários na mesma época que o meu, inclusive um que forneço água do meu RO, e nunca teve metade dos problemas que tive. Por isso acho que eu trouxe algo de ruim com o substrato usado, já iniciei o sistema de forma errada, então esse desmonte serviria não só pra trocar o substrato, mas pra corrigir o layout tbm, deixar mais Clean, desfazer de alguns corais e etc.

De circulação tenho uma Jebao rw 8 (8000 litros/hr) e uma SB 2000 no recalque.

Iluminação tenho uma luminária fabricada aqui mesmo, por um rapaz engenheiro elétrico que já fábrica luminárias a bastante tempo e pra muita gente, luminárias de qualidade, acredito nele que conseguirá entrar no mercado em breve.
A luminária tem 5 canais, controlados por um tc 420, que programei com bastante cuidado e muitos testes. (Posso postar fotos da luminária, se for permitido e tiverem interesse em vê-la).

Quanto ao método, estou pensando em aproveitar o máximo de água que conseguir. Deixar os corais com um amigo e os peixes em um aquário que vou pegar emprestado. Montar tudo de novo, jogar biodigest e bioptim, aguardar uma semana e voltar com os animais.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
@Matheus Peixoto , salvo engano meu você tem só uma bomba de circulação que é a Jebao Rw8, que é um modelo que foi substituído atualmente pelo Jebao PP8. E o problema com as algas pode ser justamente a circulação. Eu disse pode ser porque muitos fatores podem influenciar no surgimento das algas desde o tipo de leds da sua luminária, frequência e quantidade de ração dadas aos peixes, frequência e quantidade de alimentos para corais(os zooplankton e phytoplakton da vida).
Mas de tudo que falei a circulação também é muito importante. Existem infinitas possibilidades de você ter sua circulação no seu aquário. E vou citar um exemplo de circulação. Digamos que o retorno da água do seu aquário fique do lado esquerdo. Você poderia colocar uma bomba, que poderia até ser uma Jebao Rw4(ou uma PP4)(Bomba 1) na parte inferior direita do aquário próxima do vidro traseiro, outra bomba(bomba 2) na parte inferior direita próxima do vidro dianteiro, outra bomba(bomba 3) na parte inferior esquerda próxima do vidro dianteiro com fluxo ascendente para uma quarta bomba na parte superior esquerda mais proxima do vidro traseiro. E essa quarta bomba com fluxo no sentido onde a água volta para o sump(retorno para o sump).

Esse sistema de circulação que citei usa 4 bombas e é um pouco caro, mas eficiente. Provavelmente a ração que não for comida pelos peixes não seria depositada no substato e sim será levado pelas bombas até o seu retorno. E a sua água de retorno ao descer para o sump, poderia ter um perlon para reter esses restos de ração. E ao trocar o perlon você estaria removendo "combustível" que alimenta as algas. Como disse existem infinitas possibilidade de modos de circulação, eu citei uma delas. E nem estou dizendo que é o melhor disposição para as bombas de circulação, podem existir inclusive outras possíveis tipos de circulação que podem até ser mais eficientes em remover os restos de ração.

Em tempo, também tenho uma SB2000 aqui no meu aquário, mas no skimmer não como recalque. E talvez fosse o caso de colocar um bomba um pouco mais forte para melhorar ainda mais a circulação. Isso não quer dizer que seu aquário não seja bonito, pelo contrário eu achei seu aquário bem bonito. Mas você corre o risco de fazer a mudança que você quer fazer e ainda assim voltar a ter algas. E quantos peixes você tem no seu aquário?
 
Likes: Marcio Gielfi
13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#13
Boa noite Maurio,
Na circulação tenho apenas 1 bomba mesmo e mais o recalque, que sai dos dois lados do aquário. Visualmente a circulação é boa.. não vejo detritos no substrato. Até porque tenho apenas 3 peixes e quase nunca sobra ração..
Quanto a alimentação de corais, dificilmente doso algo. Não sou muito adpeto a ficar bombardeando suplementos no aquário..
Por isso que levando tudo isso em consideração, skimmer bem dimensionado, circulação razoável, poucos peixes, pouca ração, sem alimentação de corais.. água de RO.. fazendo tudo isso ainda tenho os problemas que descrevi. Penso em comprar ou montar um ats. Mas gastar mais dinheiro sem saber se vai resolver antes de trocar o substrato não rola. Depois que tudo isso passar, com o substrato novo pelo menos vou poder descartar a possibilidade dele ser o culpado. É mais de um ano pelejando...

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.348
4.149
113
São Paulo -SP
#15
Substrato só retem fosfato, se fosse este o problema, voce teria muita ciano no substrato, o que pelas fotos não é o caso.

Trocar o substrato não vai resolver, mede nitrato e fosfato do aquario, apesar de voce não ter postado, está na cara que as algas estão proliferando porque estão disponíveis.

Se voce estiver dentro da relação de Redfield, a simples dosagem de carbono resolve isto.
 
13 April 2019
8
2
3
23
Franca - SP
#16
Bom dia Márcio.. Acho q vc não leu atentamente o tópico. Eu citei várias vezes que sempre faço testes de fosfato e nitrato e sempre estão em níveis insignificantes, zerados.. e como tbm citei, já tive surto de ciano, e ainda tenho vários focos, que inclusive aumentaram progressivamente essa semana.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
 
11 March 2018
188
118
43
#17
Eu acredito que circulação em aquário marinho é muito importante. E me corrijam se eu estiver errado, mas acho muito difícil ter uma boa circulação com apenas uma bomba seja ela de que marca, modelo ou capacidade de circulação(litros/hora). Isso porque uma bomba por melhor que ela seja, ela faz com que a água e o que está em suspensão na água tenha um fluxo constante.

Mas uma boa circulação não se resume em apenas promover um fluxo constante de água dentro do aquário. Para termos uma boa circulação é preciso que partículas como restos de ração não caiam até o substrato. E para isso é preciso que esses restos de ração sejam levados pela circulação até o local onde se dá o retorno para o sump. Eu não vejo a possibilidade de uma bomba só pegar esses restos de ração e levar até o retorno para o sump.
O que uma única bomba faz é movimentar os restos de ração pelo aquário até que eles caiam no substrato. Mas uma única bomba não direciona esses restos de ração para a queda de água no sump. E esses restos de ração ao passarem pelo sump ficariam retidos no perlon, que seria um barreira física a esses restos de ração.

Do meu ponto de vista é melhor ter 4 bombas de 3000L/h do que ter uma única bomba de 12000L/h. Citei 4 bombas apenas como exemplo, mas poderiam ser 3 bombas. Desde que essas 3 bombas em conjunto fizessem com que os restos de ração fossem removidas do display e chegassem ao sump e aí esses restos de ração seriam removidos pelo perlon.

E eu só citei que as bombas RW foram substituídas pelos modelos PP(e também pelas SW). Mas com isso não quis dizer que as PP são melhores que as RW ou mesmo que as RW são melhores que as PP.
 
Likes: Sergio Zamora

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.348
4.149
113
São Paulo -SP
#18
Eu acredito que circulação em aquário marinho é muito importante. E me corrijam se eu estiver errado, mas acho muito difícil ter uma boa circulação com apenas uma bomba seja ela de que marca, modelo ou capacidade de circulação(litros/hora). Isso porque uma bomba por melhor que ela seja, ela faz com que a água e o que está em suspensão na água tenha um fluxo constante.
Se a bomba tiver um fluxo constante voce vai ter um fluxo que pode não mover os restos do substrato, mas se tiver 2 ou mais de fluxo constante isto também pode acontecer.

Agora, dependendo do tamanho do aquário uma bomba de fluxo variável pode ser sim suficiente, depende também em que mode voce coloca ela .
 

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.348
4.149
113
São Paulo -SP
#19
Bom dia Márcio.. Acho q vc não leu atentamente o tópico. Eu citei várias vezes que sempre faço testes de fosfato e nitrato e sempre estão em níveis insignificantes, zerados.. e como tbm citei, já tive surto de ciano, e ainda tenho vários focos, que inclusive aumentaram progressivamente essa semana.

Enviado de meu SM-A530F usando o Tapatalk
Em aquarismo, nada é insignificante ....

Explico ... em um aquário de SPS, fosfato em 0,05 ppm ou se preferir 50 ppb já é sinal de alerta total !!! Estamos falando em 50 partes por bilhão e com este nível, já há risco de muitos SPSs ficarem marrons !!!
Ao passo que os mesmos 0,05 ppm para um aquário de corais molhes também pode ser sinal que os níveis estão baixo para fosfato.

Para um aquário com problemas de algas, " insignificantes" 0,01 ppm de fosfato já é um sinal de alerta total, conforme já falei, o teste mede a diferença do que está sendo consumida em relação a entrada, e levando em consideração que mesmo as algas bombando em consumir fosfato, ainda está sobrando, sinal que o sistema está com problemas e que as algas não vão embora tão cedo.

Mesmo fosfato em 0,01 e nitrato em 20 é um sinal de alerta, da mesma forma que fosfato em 0,05 e nitrato em 1 é nitrato em 7 é uma situação muito melhor que a primeira .... basta entender a relação de redfield e vai descobrir que o tipo de alga te dá uma pista de que componente está em excesso, mesmo os testes dando 0,00 ppm.

Então a pergunta é ... o que é insignificante para voce ?
 
Likes: Eduardo Dias

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.699
2.547
113
Santana de Parnaíba - SP
#20
Matheus

Parece que você está muito seguro que está fazendo tudo rigorosamente certo e, mesmo assim, as algas continuam aí. Nenhum questionamento, especulação ou sugestão aqui colocados lhe fazem sentido e você desde sempre tinha a solução para o problema - trocar o substrato.

Então, manda ver, troque e depois conte aqui no tópico o resultado. Talvez seja um ótimo aprendizado para muitos.
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom