Filtros de Osmose Reversa / Deionizador - Tópico Oficial

12 February 2019
18
22
3
34
Ponta Grossa-PR
Pessoal, comprei meu RO com membrana de 100 gpd, sem algumas peças importantes e agora quero instalar o que for necessário para melhor aproveitamento, mas da forma que for mais simples pois irei produzir pouca água por mês. Li este tópico da primeira a ultima página, e montei um rascunho com o esquema de como entendi que deve ficar, ordem dos itens e conectores necessários. Peço que se alguma coisa estiver errada e/ou faltando me corrijam por favor.

O RO ESTÁ ASSIM : image1 (1).jpeg
Itens que pretendo adicionar:
- bomba pressurizadora
- manômetro
- registro tipo agulha para ajuste da pressão, e para fazer o flush sempre q for usar a membrana (se for possível com este tipo de registro)
- restritor de fluxo com flow 800 ou 1000 q segundo alguns comentários no tópico é o certo para membrana de 100 gpd

-Fiz um rascunho simples no paint com a forma que entendi ser a certa, vejam :
Sem título.jpg
Preciso de mais alguma coisa? Os conectores estão certos?
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.799
2.679
113
Santana de Parnaíba - SP
Pessoal, comprei meu RO com membrana de 100 gpd, sem algumas peças importantes e agora quero instalar o que for necessário para melhor aproveitamento, mas da forma que for mais simples pois irei produzir pouca água por mês. Li este tópico da primeira a ultima página, e montei um rascunho com o esquema de como entendi que deve ficar, ordem dos itens e conectores necessários. Peço que se alguma coisa estiver errada e/ou faltando me corrijam por favor.

O RO ESTÁ ASSIM : View attachment 1960
Itens que pretendo adicionar:
- bomba pressurizadora
- manômetro
- registro tipo agulha para ajuste da pressão, e para fazer o flush sempre q for usar a membrana (se for possível com este tipo de registro)
- restritor de fluxo com flow 800 ou 1000 q segundo alguns comentários no tópico é o certo para membrana de 100 gpd

-Fiz um rascunho simples no paint com a forma que entendi ser a certa, vejam :
View attachment 1961
Preciso de mais alguma coisa? Os conectores estão certos?
Para mim está correto.

Uso a bomba na entrada da água, mas como já foi discutido anteriormente, da forma que está montando pode preservar a membrana da bomba. Uma alternativa no meu caso é instalar um pre-filtro antes da bomba.
 
12 February 2019
18
22
3
34
Ponta Grossa-PR
Para mim está correto.

Uso a bomba na entrada da água, mas como já foi discutido anteriormente, da forma que está montando pode preservar a membrana da bomba. Uma alternativa no meu caso é instalar um pre-filtro antes da bomba.
Obrigada pela resposta Eduardo! Ja comprei as coisas, qdo chegar e eu instalar coloco aqui como ficou.
 

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.456
4.289
113
São Paulo -SP
Pessoal, comprei meu RO com membrana de 100 gpd, sem algumas peças importantes e agora quero instalar o que for necessário para melhor aproveitamento, mas da forma que for mais simples pois irei produzir pouca água por mês. Li este tópico da primeira a ultima página, e montei um rascunho com o esquema de como entendi que deve ficar, ordem dos itens e conectores necessários. Peço que se alguma coisa estiver errada e/ou faltando me corrijam por favor.

O RO ESTÁ ASSIM : View attachment 1960
Itens que pretendo adicionar:
- bomba pressurizadora
- manômetro
- registro tipo agulha para ajuste da pressão, e para fazer o flush sempre q for usar a membrana (se for possível com este tipo de registro)
- restritor de fluxo com flow 800 ou 1000 q segundo alguns comentários no tópico é o certo para membrana de 100 gpd

-Fiz um rascunho simples no paint com a forma que entendi ser a certa, vejam :
View attachment 1961
Preciso de mais alguma coisa? Os conectores estão certos?

O registro agulha não é o ideal para fazer o flush da membrana, ele é um registro de ajuste fino, minha sugestão é compre um registro normal e use no lugar, se já comprou o registro agulha use em conjunto com o restritor para dar o ajuste fino na pressão da membrana, neste caso, se comprou o restritor de 800 vai funcionar, se comprou o de 1000 acho que não vai usar. Se ainda não comprou o restritor, se o que veio é menor que 800, use o registro agulha para ajustar a pressão da membrana.

Use a bomba entre o primeiro e o segundo estágio, não use após o carvão block porque pode o eventual pó do carvão que venha a ser liberado prejudicar a bomba.
 
27 Janeiro 2017
172
55
28
São Paulo - SP
Minha pergunta é bem simplória e talvez ingenua até: para se medir a qualidade da água que sai do RO, DI Carvão e resina, basta uma caneta TDS? Só isso? Quer dizer,os possíveis "silicatos da vida"..... tudo mensurado numa caneta tds apenas?
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.799
2.679
113
Santana de Parnaíba - SP
Minha pergunta é bem simplória e talvez ingenua até: para se medir a qualidade da água que sai do RO, DI Carvão e resina, basta uma caneta TDS? Só isso? Quer dizer,os possíveis "silicatos da vida"..... tudo mensurado numa caneta tds apenas?
Não Bruno, a "caneta" não mede silicatos. Para isso é ideal um teste específico.
 
Likes: Marcio Gielfi

Thiago Tross

Active Member
24 Outubro 2018
154
162
43
35
Taubaté - SP
Pessoal, recentemente assisti à um vídeo do Jerônimo sobre RO/DI em uma Live no canal do Basso transmitido a cerca de 11 meses atrás e surgiram algumas dúvidas. Obs: Ainda não terminei de ler o tópico todo, então se tiver alguma das dúvidas já respondidas, me perdoem.
1° - Com relação a deionizadores (tubulação), muito se discute e até hoje não sei ao certo como deve ser o sentido de passagem de água, se é ascendente ou descendente. Qual a maneira mais correta?
2° - O cartucho de resina mista deve ser invertida (entra pelo "OUT" e sai pelo "IN") para que o fluxo seja descendente?
3° - Cartuchos de Polipropileno chega a durar um ou mais anos? No vídeo o Jerônimo comenta sobre de vez em quando realizar a limpeza do cartucho com água corrente e até mesmo utilizar peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para "reativar" o polipropileno e assim durar muito mais tempo. Essa informação confere?
4° - O carvão block também pode reativado? No vídeo ele comenta (em cartucho com 1 ano de uso) sobre deixar de molho em água oxigenada e água de um dia para o outro, e depois realizar um teste de cloro (8 gotas destes testes de piscina) pra ver se o carvão ainda está adsorvendo o cloro.
5° - Com relação a avaliação da Membrana de Reverse Osmose para avaliar necessidade de troca - avaliando a água na saída da membrana de RO com TDS (condutivímetro), se o TDS estiver abaixo de 10 ela não precisa ser trocada, é isso mesmo?
O mesmo disse que tem cartucho de RO com 10 anos de uso...enfim...
6° - A pergunta a seguir eu já imagino a resposta dos colegas, mesmo assim vou perguntar rs. Segundo o mesmo (Jerônimo), a resina mista saturada começa a dar TDS acima de 1 ppm, isso significa que menos que isso não precisa necessariamente descartar a água produzida.
7° - Ele comenta sobre bombonas pigmentadas... que a água de RO pode puxar os íons dessa pigmentação. Por exemplo, bombonas azul contém zinco e a água começa a absorver esses íons de zinco. Concordo que isso possa acontecer, mas será que é algo que eu deva me preocupar? Eu tenho bombona azul para armazenamento, por quanto tempo será que posso manter a água armazenada sem que isso possa trazer danos ao meu sistema? Mesmo que ocorra esse processo, será que as TPAs dão conta de se livrar desse suposto excesso de zinco?

As dúvidas relacionadas ao vídeo são essas, porém conforme eu continuar lendo o tópico com certeza outras surgirão ;)
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.038
8.787
113
1° - Com relação a deionizadores (tubulação), muito se discute e até hoje não sei ao certo como deve ser o sentido de passagem de água, se é ascendente ou descendente. Qual a maneira mais correta
a entrada de água na carcaça deve ser pelo IN e saída pelo OUT, o resto é folclore.

2° - O cartucho de resina mista deve ser invertida (entra pelo "OUT" e sai pelo "IN") para que o fluxo seja descendente?
não.

3° - Cartuchos de Polipropileno chega a durar um ou mais anos? No vídeo o Jerônimo comenta sobre de vez em quando realizar a limpeza do cartucho com água corrente e até mesmo utilizar peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para "reativar" o polipropileno e assim durar muito mais tempo. Essa informação confere?
Não, a durabimidade depende da sujeira que vem na água servida pra dua região. Cartuchos de polipropileno são barreiras físicas para impedir que qualquer sedimento (areia, barro, sólidos passem), se a água servida é muito suja, ele irá durar pouco tempo, caso contrário, irar durar mais tempo. Sem contar que o quanto você usa o filtro como um todo (água produzida) também interfere nisso.

Não compensa "reativar".

4° - O carvão block também pode reativado? No vídeo ele comenta (em cartucho com 1 ano de uso) sobre deixar de molho em água oxigenada e água de um dia para o outro, e depois realizar um teste de cloro (8 gotas destes testes de piscina) pra ver se o carvão ainda está adsorvendo o cloro.
é possível, mas também não compensa... um cartucho deve custar uns 40 reais.. isso num ano dá pouco mais de 3 reais por mês... será que vale mesmo o esforço pra se fazer algo que não se garante o resultado?


5° - Com relação a avaliação da Membrana de Reverse Osmose para avaliar necessidade de troca - avaliando a água na saída da membrana de RO com TDS (condutivímetro), se o TDS estiver abaixo de 10 ela não precisa ser trocada, é isso mesmo?
Não, se o TDS na saída da membrana estiver acima de 003 eu já troco, porém, não esqueça que seu leitor precisa de fato estar calibrado e ser uma ferramenta confiável.

6° - A pergunta a seguir eu já imagino a resposta dos colegas, mesmo assim vou perguntar rs. Segundo o mesmo (Jerônimo), a resina mista saturada começa a dar TDS acima de 1 ppm, isso significa que menos que isso não precisa necessariamente descartar a água produzida.
Sim, mas isto é justamente a conclusão lógica... a água de saída da resina do último estágio de DI tem que ser 000, acima disso...


7° - Ele comenta sobre bombonas pigmentadas... que a água de RO pode puxar os íons dessa pigmentação. Por exemplo, bombonas azul contém zinco e a água começa a absorver esses íons de zinco. Concordo que isso possa acontecer, mas será que é algo que eu deva me preocupar? Eu tenho bombona azul para armazenamento, por quanto tempo será que posso manter a água armazenada sem que isso possa trazer danos ao meu sistema? Mesmo que ocorra esse processo, será que as TPAs dão conta de se livrar desse suposto excesso de zinco?
não sei falar especificamente sobre o zinco na bombona azul, porém, existem containers que ao invés de zinco, liberam fosfato e por aí vai. O negócio é entender que não é pq certo recipiente pode armazenar algo para consumo humano, que ele necessariamene serve para o aquarismo marinho. Voltado a sua pergunta, acho que a única forma de descobrir seria deixar a água armazenada por um tempo (digamos um mês, e testar os componentes, usando um teste tipo ICP.

Por outro lado, existem duas coisas no mundo do aquarismo marinho que se aplicam neste contexto:
1 - á água para reposição, ou água para preparar sal, nunca fica muito tempo (mais do que 2 semanas) armazenadas, esperando para ser usada.
2 - Mesmo que o TDS da água de RO/DI tenha saído do último estágio como 000, ao ser armazendo num container de confiança, ao longo do tempo não permanecerá como 000. Com absoluta certeza ele sofrerá uma pequena variação.

Ainda dentro deste contexto, não permanecer como 000 não significa que ele tem que atestar valores para amônia, nitrito, nitrato e fosfato.

Abs!
 
Likes: Thiago Tross

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.456
4.289
113
São Paulo -SP
1° - Com relação a deionizadores (tubulação), muito se discute e até hoje não sei ao certo como deve ser o sentido de passagem de água, se é ascendente ou descendente. Qual a maneira mais correta?
Descendente


2° - O cartucho de resina mista deve ser invertida (entra pelo "OUT" e sai pelo "IN") para que o fluxo seja descendente?
Sim

3° - Cartuchos de Polipropileno chega a durar um ou mais anos?
Depende de quantos micras estamos falando e da qualidade de entrada da sua água, águas de poço normalmente vem mais carregada de particulado, águas de encanamento antigo de ferro desprende particulado, tudo isto influi na durabilidade do filtro.
Em alguns lugares a água vem de rios com grande concentração de silte, um material particulado muito fino, ou mesmo locais com muita concentração de argila, que ainda são mais finos ainda. O processo de flotação da água tratada, se feito de forma meia boca, como em muitas cidades, vai deixar passar uma parte deste material e vai entupir o filtro mais rápido.

Deixar o filtro protegido da luz vai retardar em muito a formação de algas, que outro fator que encurta a vida de um filtro mecânico como o polipropileno.

Como visto acima, são tantas variáveis que fica impossível dizer a vida útil de um filtro mecânico. Eu uso 1 cartucho de 5 micras e logo depois um de 1 micra, com isto, eu estendo a vida de ambos para mais de um ano, mas eu recebo uma água com muito pouco material particulado.

4° - O carvão block também pode reativado? No vídeo ele comenta (em cartucho com 1 ano de uso) sobre deixar de molho em água oxigenada e água de um dia para o outro, e depois realizar um teste de cloro (8 gotas destes testes de piscina) pra ver se o carvão ainda está adsorvendo o cloro.
Eu nunca ouvi falar disto, não vou saber te dizer, eu uso 2 filtros de carvão, testo a saída do primeiro de 3 em 3 meses, se ele estiver deixando passar cloro, eu compro um novo, pego o segundo filtro coloco como primeiro e o novo vai no segundo estágio, assim sempre tenho certeza que cloro não está chegando na membrana e estendo muito a vida útil da membrana.

Se der para regenerar, nem que parcialmente o carvão block acho que vale, mas não sei se vale o risco de deixar passar cloro para a membrana.

No vídeo o Jerônimo comenta sobre de vez em quando realizar a limpeza do cartucho com água corrente e até mesmo utilizar peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para "reativar" o polipropileno e assim durar muito mais tempo. Essa informação confere?
Lavar para tirar material particulado eu já fiz e não obtive muito resultado, ele custa relativamente barato, acho que não vale a pena.

5° - Com relação a avaliação da Membrana de Reverse Osmose para avaliar necessidade de troca - avaliando a água na saída da membrana de RO com TDS (condutivímetro), se o TDS estiver abaixo de 10 ela não precisa ser trocada, é isso mesmo?
Eu troco quando começa a marcar 3 ou 4 . Se a membrana não for Filmatec ( da DOW) ou GE, já vi membrana nova já sair com 10 no TDS.

Recomendo uma membrana de 75 GPD, que é a membrana com maior índice de rejeição, pelo menos a da Filmatec é assim, com isto eu garanto água de boa qualidade e estendo muito a vida da resina.

Não recomendo nenhuma membrana que não seja uma das duas marcas citadas acima, membrana tem uma tecnologia muito mais complicada do que parece, e só estas duas empresas, até onde sei, são certificadas pelo exército americano para fornecer, pelo índice de rejeição delas. Para quem não sabe, as membranas foram desenvolvidas inicialmente a pedido do exército americano para filtrar água de rios e lagos para consumo dos combatentes.

O mesmo disse que tem cartucho de RO com 10 anos de uso...enfim...
10 anos acho bem difícil .... mas usando uma membrana filmatec, com uso diário para não formar filme bacteriano que fura a membrana, usando 2 estágiso de carvão ativado e fazendo retrolavagem antes de depois de usar, as minhas tem durado em média 4 anos.

6° - A pergunta a seguir eu já imagino a resposta dos colegas, mesmo assim vou perguntar rs. Segundo o mesmo (Jerônimo), a resina mista saturada começa a dar TDS acima de 1 ppm, isso significa que menos que isso não precisa necessariamente descartar a água produzida.
Não sei se entendi bem a pergunta. Se a água depois do RO e DI sair com mais do que 1 no TDS, está na hora de trocar.
Se for um grande consumidor de água RO/DI recomendo 3 estágios de resina, uma catônica uma aonica e uma mista. Assim voce descarta a que saturar primeiro e a mista do final dura uma eternidade.

Se o consumo é baixo, uma só a mista 40/60


7° - Ele comenta sobre bombonas pigmentadas... que a água de RO pode puxar os íons dessa pigmentação. Por exemplo, bombonas azul contém zinco e a água começa a absorver esses íons de zinco. Concordo que isso possa acontecer, mas será que é algo que eu deva me preocupar? Eu tenho bombona azul para armazenamento, por quanto tempo será que posso manter a água armazenada sem que isso possa trazer danos ao meu sistema? Mesmo que ocorra esse processo, será que as TPAs dão conta de se livrar desse suposto excesso de zinco?
A água de RO/DI é basicamente H2O mesmo, sem mais nada, isto torna esta água muito reativa, e água é o solvente universal, logo, qualquer coisa em contato com esta água vai dor algum elemento.

A água do mar contém zinco, 0,05 nanomoles/kg na superfície e chega até 6 nanomoles/kilos em grandes profundidades. É um elemento importante para boa parte da fauna marinha, logo, a pergunta é, o quanto está agua que está saindo sem nada de zinco vai absorver e quanto de zinco tem no sal que voce está usando ???
Não acho que isto será um problema, acho que metade dos aquaristas do planeta armazena água em bombonas azuis....
Não tenho visto em testes de ICP de aquaristas níveis altos de zinco.

Se parar para linkar todos os problemas associados ao processo, voce nem sequer respira, muito menos tem um aquário marinho ....
A lupa tem que se concentrar em coisas mais tangíveis no dia a dia do aquarista, como o silicato que tem uma absorção pelas resinas muito baixo, logo satura.
Tem gente que não tem o que fazer e fica procurando estes pelos em ovos só para deixar a gente preocupado, voce pode ficar tranquilo que esta bombona não vai te trazer problemas, desde que ela não tenha sido usada em para armazenar produtos químicos, até a bombona de azeitona é boa para se usar, desde que bem lavada.

As dúvidas relacionadas ao vídeo são essas, porém conforme eu continuar lendo o tópico com certeza outras surgirão ;)
Estaremos aqui para tentar ajudar !!!!

Força total a frente capitão !!!
 
Last edited:
16 May 2017
36
54
18
Olha, ultimamente ando pesquisando bastante sobre reverse osmose, estágios como funciona o que é melhor e por ai vai....

E este video que vc esta sitando. Thiago Tross foi o mais completo que eu encontrei, já vi umas 10 vezes. e estou me baseando fielmente nele para aperfeiçoar o meu filtro.

Acredito que o Marcio Gielfi Já deixou tudo bem claro e respondido.

um ponto que acho importante

É ter uma area de contato com a resina de pelo menos 70 cm que ele fala no vídeo. ou um cartucho de 20 polegadas, com um fluxo de cima para baixo. lembrando que este estagio da regina deve ficar abaixo do seu reservatório de água, para o filtro fique completamente cheio de água.

Se vc fizer isso, e respeitar a pressão de trabalho da membrana, fazer o flush para limpeza, acredito que terá água de qualidade por muito tempo.

sobre o cartucho de carvão eu pegaria a água que sai deste estagio, e faria o teste como ele falou. antes de trocar ou de lavar.

Eu particularmente pretendo lavar o meu para ver os resultados, e fazer teste de cloro. tentar ver ate que ponto vale a pena.

uma informação complementar é que vc pode encontra muitas peças, conectores e refil para reverse osmose no aliexpress a um preço muito melhor que aqui por exemplo.
 
Likes: Thiago Tross

Thiago Tross

Active Member
24 Outubro 2018
154
162
43
35
Taubaté - SP
Se vc fizer isso, e respeitar a pressão de trabalho da membrana, fazer o flush para limpeza, acredito que terá água de qualidade por muito tempo.
Então, outra dúvida que surgiu foi com relação a pressão de trabalho...onde no vídeo ele fala que é 60 psi e por aqui no fórum muitos falam de 80 psi. Sei que esta é a faixa de trabalho, mas afinal, qual é a pressão mais indicada???
 

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.038
8.787
113
Sei que esta é a faixa de trabalho, mas afinal, qual é a pressão mais indicada???
A pressão ideal de trabalho (onde vc consegue o melhor aproveitamento da membrana*) é entre 80 e 90 PSI.

Abaixo de 80 PSI a membrana descarta muita água para produzir água boa.

Acima de 90 PSI a quantidade de água boa produziada não é substancialmente diferente da quantidade produzida entre 80 e 90.

*por melhor aproveitamento da membrana entende-se a proporção da quantidade água boa produzida x quantidade de água de rejeito x vida útil da membrana.
 
Likes: Thiago Tross

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.038
8.787
113
É ter uma area de contato com a resina de pelo menos 70 cm que ele fala no vídeo. ou um cartucho de 20 polegadas, com um fluxo de cima para baixo. lembrando que este estagio da regina deve ficar abaixo do seu reservatório de água, para o filtro fique completamente cheio de água.
Este negócio de reverter o sentido da carcaça do DI ou então, investir em carcaças mais compridas é a maior balela de todos os tempos. Sempre usei na posição recomendada e carcaças de tamanho normal, nunca, absolutamente nunca tive problemas de rendimento.

Você poderia pensar: "esse cara é um tonto por não usar invertdo ou não usar carcaças compridas". Eu te falaria que faço parte do clube dos milhões de tontos ao redor do planeta que não acreditam em crendices...

O que conta de verdade (dentro deste contexto) é o material filtrante e as carcaças estarem cheias (sem ar).

Abs!
 
Likes: Thiago Tross

Marcio Gielfi

Original | First9
Staff member
V.Presidente
First9
10 August 2014
2.456
4.289
113
São Paulo -SP
Então, outra dúvida que surgiu foi com relação a pressão de trabalho...onde no vídeo ele fala que é 60 psi e por aqui no fórum muitos falam de 80 psi. Sei que esta é a faixa de trabalho, mas afinal, qual é a pressão mais indicada???

Depende da marca e modelo da membrana, a filamtec de 75 gpd trabalha a pleno a partir de 65 psi até o limite de 90, acima de 90 ela perde um pouco de retenção e abaixo de 65 também.

Esta informação voce consegue do datasheet da membrana junto ao fabricante.
 
Likes: Thiago Tross

Euler Kernighan

Original
Staff member
First9
10 August 2014
7.038
8.787
113
a filamtec de 75 gpd trabalha a pleno a partir de 65 psi
Não é não Marcião.

Apenas um comentário, copiei este trecho do post 306 e antes dele, do post #58 deste mesmo tópico para ajudar na questão "membrana vs restritor".

O importante é:
- combinar a pressão de entrada com a membrana de RO, e com o restritor correto.

O resultado desta combinação é economia no bolso, visto se descartará menos água para se produzir "água boa".


----------[Post 58]
... as membranas de RO para nosso meio podem trabalhar com pressão entre 40 e 60 psi, porém, o melhor desempenho é obtido quando você usa a pressão de 80psi.

Por 'melhor desempenho' você tem que relacionar: pressão de entrada x litros de água produzidos x litros de água rejeitados - sem comprometer a membrana.

Por exemplo, as membranas da DOW modelo Filmtec com pressão:
- de 30 psi produzem 3,5 litros por hora de água produzida.
- de 40 psi produzem 6 litros por hora de água produzida.
- de 50 psi produzem 7,5 litros por hora de água produzida.
- de 60 psi produzem 9 litros por hora de água produzida.
- de 80 psi produzem 14 litros por hora de água produzida.

É claro que outros fatores, como por exemplo, o TDS de entrada, alteram o desempenho da membrana, porém, usando filtro de sedimento e bloco de carvão já é um grande passo para fornecer a melhor água possível para a membrana trabalhar. Além disso, investir numa bomba pressurizadora significa:
- aumentar o tempo de vida da membrana.
- aumentar a qualidade da água produzida.
- aumentar o água produzida.
- reduzir a água descartada.

Enfim, acredito que investir numa bomba pressurizadora para deixar a pressão com 80psi é uma boa, mesmo você já tendo uma pressão de 60psi.

Reforçando, vale a pena você antes de tudo comprar o restritor de fluxo correto para sua membrana.

IMPORTANTE:
1) as membranas dentro do nosso contexto suportam pressões de trabalho superiores a 100PSI, o problema é que se desgastam mais rapidamente. Por exemplo, no intervalo entre 80 e 100 PSI produziriam 2 litros a mais por hora, talvez valha a pena para alguém.

2) um ponto de atenção é sempre estar ligado na pressão suportada pela carcaça e pelos conectores. Se você compra ítens de renome, não acredito ter problema, porém, se compra aquelas casquinhas de ovo da China, aí é melhor 'abrir o olho' (rofl2)
----------[Post 58]


IMPORTANTE:
1) A tabela acima de pressão vs litros de água boa produzida foi tirado de um relatório técnico da própria DOW (Filmtec), disponibilizado em seu site - não possuo o link neste momento - uma busca deve ajudar os curiosos.

2) Eu usei durante muito tempo membranas da DOW Filmtec de 75 GPD, hoje em dia uso membranas da SpectraPure e posso afirmar com experiência prática que a performance é a mesma, e com segurança recomendo estas membranas da SpectraPure.
 
Likes: Thiago Tross

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom