Coral Elegance com ECS

11 March 2018
188
118
43
#1
Eu comprei um coral elegance faz um mês e ele está apresentando uma doença chamada ECS - Elegance Coral Disease que tem mais detalhes no site do Reefkeeping http://reefkeeping.com/issues/2008-01/eb/index.php
O meu coral antes enorme está como da imagem(Figure 6.1). Pelo que eu andei lendo existe um tratamento com Nitrofurazona(Furacin) e com Doxiclina, tratamento esse que segundo eu li foi preconizado por Julian Sprung. Comecei o tratamento com azitromicina em um aquário hospital, pois estou sem o Furacin. Mas como essa doença parece ser grave e não se sabe com certeza se a doença é causada por bactérias ou por fungos estou pensando em utilizar também Fluconazol.
Meus parâmetros estão bons e os outro corais e peixes estão bons, somente o elegance está com problemas.
Parâmetros(do aquário principal)
Densidade 1024
temperatura 26,5 controlado pelo coel
KH 7.9 dKH (teste Royal Nature)
Ca 400 - Sera
Nitrato 10 - Sera
PH 8.2 Prodac
Fosfato 0.03 - Salifert
Magnésio 1320 Salifert
Agua de reposição com osmose reversa - tds zero
Fotoperíodo 12 hs das 08 as 20hs TPA a cada 30 dias.
Alguém sabe de algum tratamento efetivo para esse tipo de doença. Estou imaginando que meu elegance esteja com esse tipo de doença, pois ele apresentou os mesmos aspectos que aparecem nas figuras 4 , 5 , 6.1 e 6.2 do estudo do Reefkeeping.
 
#2
Este artigo é um pouco antigo e pela minha experiência nos últimos 10 anos com este coral, ninguém mais chama de Elegance Coral Syndrome. Hoje em dia é mais comum se referir ao apelido da doença específico, seja ela polyp bailout our brown jelly disease, que são comuns em qualquer LPS com bastante tecido e não limitadas aos Elegance.

Ambas são doenças praticamente impossíveis de reverter.
Eu tenho seguido vários posts de tentativas de curar Brown Jelly com Fluconazol e nunca li um relato positivo. Também converso direto com lojistas e coletores que tentaram tratamento com remédio e nunca escutei um relato positivo. A única coisa que funcionou pra mim e as pessoas que conversei, foi remover toda a parte afetada com um corte preciso.
Polyp Bailout também nunca ouvi falar de ter sido revertida.

No entanto, a Figure 6.1 não é nenhum destes dois problemas, felizmente. Todo LPS vai responder assim quando irritado, até que definhe perca todo o decido. Geralmente esta fase vem antes da Brown jelly e pode ser revertida, basta achar a causa de stress.
Fatores comuns são: nitrato alto, circulação muito forte direto no coral ou outro animal que esteja irritando o coral.

Em um dos casos que tive, havia um Gal crab morando na boca do coral e bastou retirá-lo que o Elegance se recuperou. Fiz um vídeo do safado:
https://www.instagram.com/p/BB0xVNGEI9L

Seus parâmetros me parecem ok, exceto a temperatura. Estes e muitos outros corais da Australia e Indonésia se dão muito melhor quando mantidos em 25.5C.

Resumidamente:
- Monitore o coral a noite e procure com algum peixe ou crab que esteja tirando uma casquinha.
- Baixe a temperatura pelo menos 0.5C
- Mova para uma parte com circulação indireta.
- Alimente com Mysis ou outro comida rica em gordura, quando o coral voltar a abrir.
 
Likes: 8 people
11 March 2018
188
118
43
#3
Eu conversei com amigo meu que tem loja de aquários há mais de 30 anos e ele me explicou o que ocorre com muitos corais como o elegance. O elegance é um LPS e como tal ele tem aquela "pelezinha". Durante o transporte do ponto de coleta do coral até o importador, o correto é que entre um elegance e outro haja alguma barreira física como isopor, de modo que um coral não encoste em outro coral.
Como quem envia o coral e quem recebe aqui no Brasil quer mais corais por caixa, o que eles fazem é colocar todos os elegance juntos, sem separação de um coral do outro.
Mas é daí, qual é o problema de todos os elegances virem junto na caixa?
O problema é que se não existe uma separação entre um coral e outro, existe a possibilidade de que a parte óssea digamos assim de um elegance encoste naquela "pelezinha" do outro elegance. Quando a parte óssea de um coral encosta na pelezinha do outro pode ocorrer uma lesão. E essa lesão pode fazer com que micro organismos oportunistas ou mesmo protozoários do gênero helicostoma possam acometer corais do gênero Euphyllia. As informações sobre "Brown Jelly" você pode ver aqui no vídeo do Leo Cardoso no Reef Show
O que ocorre é que o elegance(ou qualquer lps) quando tem a sua pelezinha lesionada, ele está mais susceptível a microorganismos como o helicostoma. E se o helicostoma penetra na pele lesionada do coral, este pode desenvolver o Brown Jelly(acredito que nome antigo da doença era ECS). E as chances do coral morrer é muito grande. Para evitar isso como todo LPS ao comprar um novo coral você precisa observar se a pele do LPS está integra, se precisar utilize lanterna(se possível) ou mesmo lanterna de celular. No caso da pele lesionada do LPS eu citei como micro organismo oportunista o helicostoma, mas é claro que qualquer outro micro organismo pode penetrar a pele lesionada e provocar outro tipo de doença no LPS. A pele do LPS funciona, digamos assim, como proteção ou barreira física contra esses micro organismos.
Outra dica, se você se esqueceu de examinar a pele e comprou um elegance e ele está com Brown Jelly numa tentativa de curar a lesão você poderia delicadamente remover o brown jelly. E depois colocar o coral em um local um pouco escuro no qual exista uma iluminação bem fraca, de modo que o coral fique mais fechado. E segundo o meu amigo lojista isso pode ajudar numa possível cura. Mas não há certeza de cura, por isso o melhor mesmo é antes de comprar verificar a pele de qualquer lps. Não existe comprovação científica, digamos assim, do que o lojista me disse. São apenas considerações empíricas dele que estou repassando para o pessoal aqui do fórum.
 


Leo Carvalho

Well-Known Member
18 Outubro 2014
5.335
7.154
113
Nova Friburgo RJ
www.sierrareef.com
#4
Apenas uma consideração sobre algo dito aqui. Polyp bailout não é "uma doença de LPS" e sim um mecanismo reprodutivo dos corais, qnd em situação de estresse. Como um "ejetar" de um caça. O coral libera alguns seus pólipos para garantir a sobrevivência da espécie. Passei por esse fenômeno em meu antigo aquário, com uma poccilopora damicornis e o resultado foi poccilopora brotando por todo o aquário rs.
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom