Após o Íctio, mais doenças (ajuda a identificar doença)

6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#1
Prezados, boa noite!

Após a inserção de 03 Yellow Tangs, tive um surto de íctio em meu sistema formado há quase 03 meses, o qual passou por 50 dias de ciclagem.

Como resultado, perdi os 03 tangs, 01 singapore angel, 01 Ocellaris fêmea (comigo há 05 anos, sendo essa última com suspeita de Brookynella ou Oodinium).

Do meu sistema, sobraram apenas 02 apogon, 01 cleaner wrasse e 01 centropyge argi.

O centropyge está com algo que eu desconfio que seja algum surto bacteriano ou fungico, nos dois lados de seu corpo ele está com uma protuberância branca que parte da boca até a nadadeira peitoral, como na foto em anexo.

Sei que é tarde, mas montei hoje um aquário quarentena/hospital de 27 litros com água e siporax do próprio aquário.

Como o cupramine não é ainda reconhecido pela anvisa (segundo informaram as lojas de onde moro), já comprei cupramine, ammonia alert e teste de cobre red sea.

Eu devo retirar todos os peixes do sistema e deixar o aquário sem peixes por cerca de 80 dias (tendo em vista a necessidade de 76 dias para o íctio)

Entretanto, gostaria de ajuda das pessoas do forum com relação aos questionamentos abaixo:

1. Qual seria a possível doença do centropyge nas fotos, a qual surgiu hoje?

2. Qual o tratamento dessa doença?

3. Devo tratá-la antes da dosagem de cupramine no aquário quarentena?

No aguardo de suas respostas,

Marcelo


Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#2
Mais alguns detalhes do sistema:

Display de 150x60x60, planejado para ser um fish only.

Sump de 90x50x40 com Skimmer Bubble Magus Curve A9, sistema de reposição infravermelho oceantech, perlon e 4kg se cerâmicas.

Densidade 1024, PH 8,2, Amonia 0, Nitrito 0, Nitrato 40.

Sistema de circulação: 1 WP 40 e 1 PP4.

Recalque: Oceantech AC3000

Ciclagem realizada com adição de Bioptim e Bidigest durante 50 dias.

Inserção de peixes acompanhada de AmGuard, OceanBlend e Overnite.

Tentativa de tratamento para íctio realizada com Polyplab Medic (não funcionou e creio que tenha piorado a situação de alguns peixes).

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.752
2.639
113
Santana de Parnaíba - SP
#5
Marcelo

Parasitas como os que causam o íctio levam os peixes a se esfregarem em rochas e substrato, podendo causar feridas que por sua vez podem sofrer uma infecção sequente por fungos ou bactérias como desconfiou.

O tratamento com um antimicrobiano como o sulfato de neomicina pode ser necessário e, na minha opinião, faria na quarentena, desde que tenha certeza da condição dessa.

Existe um produto da Seachem que já testei, Stress Guard, que colabora com a cicatrização de feridas, podendo ser administrado como coadjuvante, porém não sei lhe dizer se concomitante ao antimicrobiano.

Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
 
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#6
Marcelo

Parasitas como os que causam o íctio levam os peixes a se esfregarem em rochas e substrato, podendo causar feridas que por sua vez podem sofrer uma infecção sequente por fungos ou bactérias como desconfiou.

O tratamento com um antimicrobiano como o sulfato de neomicina pode ser necessário e, na minha opinião, faria na quarentena, desde que tenha certeza da condição dessa.

Existe um produto da Seachem que já testei, Stress Guard, que colabora com a cicatrização de feridas, podendo ser administrado como coadjuvante, porém não sei lhe dizer se concomitante ao antimicrobiano.

Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
Sabe dizer se posso inserir o labcon bacter (sulfato de neomicina) junto ao Cupramine?

Confesso que montei minha quarentena para retirar os peixes que sobraram e deixar o aquário apenas com invertebrados, mas possuo medo de aplicar o cupramine em virtude do cleaner weasse e do centropyge.

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.752
2.639
113
Santana de Parnaíba - SP
#7
Sabe dizer se posso inserir o labcon bacter (sulfato de neomicina) junto ao Cupramine?

Confesso que montei minha quarentena para retirar os peixes que sobraram e deixar o aquário apenas com invertebrados, mas possuo medo de aplicar o cupramine em virtude do cleaner weasse e do centropyge.

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
Marcelo

Desconheço a interação entre esses medicamentos.

Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
 
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#10
Como esta o Wrasser Cleaner? Ele chegou a apresentar o Ictio? Ele é um pouco sensível a cobre cuidado.
Não apresentou. Está nadando bem e inclusive está na foto de abertura do Post.

O Centropyge, que eu creio ser sensível ao cobre, não está comendo. O que me faz pensar em que possa estar sofrendo de alguma infecção bacteriana.

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 
15 December 2018
13
12
0
#12
Mais alguns detalhes do sistema:

Display de 150x60x60, planejado para ser um fish only.

Sump de 90x50x40 com Skimmer Bubble Magus Curve A9, sistema de reposição infravermelho oceantech, perlon e 4kg se cerâmicas.

Densidade 1024, PH 8,2, Amonia 0, Nitrito 0, Nitrato 40.

Sistema de circulação: 1 WP 40 e 1 PP4.

Recalque: Oceantech AC3000

Ciclagem realizada com adição de Bioptim e Bidigest durante 50 dias.

Inserção de peixes acompanhada de AmGuard, OceanBlend e Overnite.

Tentativa de tratamento para íctio realizada com Polyplab Medic (não funcionou e creio que tenha piorado a situação de alguns peixes).

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
Já tive uma infestação de ictio em meu aquario e as coisas pioraram após eu usar Medic da Polyplab. Esse medicamento não adiantou em nada...muito pelo contrário, só piorou a saúde dos meus peixes!

Enviado de meu SM-G950F usando o Tapatalk
 
Likes: 2 people

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.752
2.639
113
Santana de Parnaíba - SP
#13
Já tive uma infestação de ictio em meu aquario e as coisas pioraram após eu usar Medic da Polyplab. Esse medicamento não adiantou em nada...muito pelo contrário, só piorou a saúde dos meus peixes!

Enviado de meu SM-G950F usando o Tapatalk
Renato

Como usou? Dosagem? Por quanto tempo? O que aconteceu ao final?

Seria importante colocar seu relato, pois muitos aquaristas depositam expectativas no produto, inclusive eu.

Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
 
15 December 2018
13
12
0
#14
Renato

Como usou? Dosagem? Por quanto tempo? O que aconteceu ao final?

Seria importante colocar seu relato, pois muitos aquaristas depositam expectativas no produto, inclusive eu.

Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
Fiz exatamente conforme a dosagem recomendada. Após iniciar o tratamento, os peixes só pioraram...e muito!!! A única coisa que realmente pude constatar é que o produto é reef safe...só isso!!

Enviado de meu SM-G950F usando o Tapatalk
 
Likes: 2 people
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#15
Eu também utilizei o medic da Polyp Lab e também acho que ele piorou muito o resultado.

Segue foto de como ficou o Yellow Tang, que um dia estava bom, no outro amanheceu assim e logo depois morreu.

Meu Centropyge morreu no primeiro dia no aquário hospital, ele não teve íctio, mas adquiriu uma bactéria que provocou ascite (inchaço na Barriga).

Resultado da ópera com o Tratamento do Polyp Lab Médic (seguindo religiosamente as instruções do remédio, seja na dosagem ou no horário de dosagem - antes e depois do apagar das luzes) é que perdi 3 Yellow Tangs, sendo que 2 morreram de bacteriose secundária e ainda com íctio, uma Ocellaris de 5 anos (meu primeiro peixe marinho) que morreu de Oodinium ou Brookynela, um Singapore Angelfish com íctio e 1 Centropyge (esse meu preferido, já tinha quase 5 anos comigo).

Só consegui salvar 1 Cleaner Wrasse (que está na loja de uma amigo, pois tenho medo de tratá-lo com cobre) e 2 Apogon, que estão na quarentena.

O aquário principal está sem peixes e deve ficar sem por cerca de 76 dias (tempo seguro para não dar íctio, segundo o R2R).


Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 
Likes: 2 people

Eduardo Dias

Well-Known Member
14 Junho 2017
1.752
2.639
113
Santana de Parnaíba - SP
#16
Espero não entrar para essa estatística.

Estou tratando os peixes há 4 dias com o medicamento. A aparência dos Tangs (2) está melhor, 1 Coral Beauty e 1 Aldabraensis não apresentaram sintomas da infestação, Gramma se mantém sintomático na aparência, mas reduziu esfregação nas rochas.

Por hora, ruim, um Fridmani que já estava debilitado por estresse de perseguição pelo Aldabraensis, antes do início dos sintomas do íctio. Está com várias feridas na pele por estar se coçando constantemente. Infelizmente não está sendo fácil tirá-lo do aquário e temo que esteja sob maior risco que os demais.

Paralelamente alimentação variada e reforçada, estrato de alho e uma ração especial com indicação para combate ao íctio.



Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
 
6 Novembro 2014
30
15
8
Fortaleza
#17
Espero não entrar para essa estatística.

Estou tratando os peixes há 4 dias com o medicamento. A aparência dos Tangs (2) está melhor, 1 Coral Beauty e 1 Aldabraensis não apresentaram sintomas da infestação, Gramma se mantém sintomático na aparência, mas reduziu esfregação nas rochas.

Por hora, ruim, um Fridmani que já estava debilitado por estresse de perseguição pelo Aldabraensis, antes do início dos sintomas do íctio. Está com várias feridas na pele por estar se coçando constantemente. Infelizmente não está sendo fácil tirá-lo do aquário e temo que esteja sob maior risco que os demais.

Paralelamente alimentação variada e reforçada, estrato de alho e uma ração especial com indicação para combate ao íctio.



Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
Qual seria a ração?

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 
Likes: 2 people
21 September 2018
182
196
43
40
São Paulo - Santo Andre
#19
Espero não entrar para essa estatística.

Estou tratando os peixes há 4 dias com o medicamento. A aparência dos Tangs (2) está melhor, 1 Coral Beauty e 1 Aldabraensis não apresentaram sintomas da infestação, Gramma se mantém sintomático na aparência, mas reduziu esfregação nas rochas.

Por hora, ruim, um Fridmani que já estava debilitado por estresse de perseguição pelo Aldabraensis, antes do início dos sintomas do íctio. Está com várias feridas na pele por estar se coçando constantemente. Infelizmente não está sendo fácil tirá-lo do aquário e temo que esteja sob maior risco que os demais.

Paralelamente alimentação variada e reforçada, estrato de alho e uma ração especial com indicação para combate ao íctio.



Enviado de meu XT1635-02 usando o Tapatalk
Infelizmente recomendo que você assista o vídeo sobre tratamento de Ictio do Leo do canal Reef Show, lá ele fala que não existe comprovação cientifica alguma da eficiência de um tratamento com estrato de alho, eu recomendo você comprar alimentação a base de spirulina (eu uso JBL) flocos, enriquecer com Continuum Bio Viv M 250ml Vitaminas P/ Aquário Marinho , comprar artemia salina viva tratá-la com pó de spirulina e esta vitamina e por ultimo comprar e dar Ração De Artêmia Liofilizada Tropical Fd Brine Shrimp 8g, eu faço assim sendo flocos ou a artêmia liofilizada , pingo nos flocos o suficiente para eles absorverem deixo agir por 1 min, na artêmia a mesma coisa, no caso da spirulina dou a os peixes, a artêmia desidratada coloco em uma seringa e reidrato ela com água do aquário e vou dando aos poucos, as artêmias vivas eu mantenho no compressor de ar e coloco 1 gota para cada 100ml de água sendo que coloco sempre no máximo 4 gotas dependendo da quantidade de animais, a spirulina deve ser inserida de pitadas o minimo possível. Eu não conheço um tratamento mais agressivo que este para incentivar a alimentação. Que sera bem melhor que estas rações com alho!!!!
 

Membros que estão vendo este Thread (Membros: 0, Convidados: 1)

Top Bottom